A leitura prazerosa na sala de aula

Amanda Vieira Bezerra Pinheiro, Keisyanne Isabelly Nunes Marques da Silva, Vanessa Beatriz de Melo Souza

Resumo


O presente artigo tem como objetivo compartilhar uma experiência pedagógica sobre o ouvir e contar histórias, problematizando sua importância no desenvolvimento humano bem como as estratégias que os professores podem planejar para construir a motivação pela leitura. A experiência aqui posta em debate é decorrente de uma oficina intitulada “Quem é da família, conta, reconta e aumenta um ponto”, realizada através do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência, do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Alagoas – Campus Arapiraca, numa escola pública de Ensino Fundamental da cidade de Arapiraca-AL. Com tal oficina, buscou-se proporcionar às crianças do segundo ano do Ensino Fundamental, o contato com o mundo literário de forma lúdica, utilizando contos que tematizavam a família. Nesse sentido, buscou-se incorporar o vivido no processo de aprendizagem, gerando situações em que as crianças pudessem recorrer a sua imaginação, a capacidade de fantasiar e de se sensibilizar, recontando a sua maneira uma história. O artigo fomenta a importância da leitura desde cedo na vida das crianças e como é imprescindível o papel do professor neste processo de motivação à leitura. Percebemos que a leitura livre nas escolas não é algo comum, ainda prevalece uma prática de leitura de maneira distorcida, que visa apenas “passar o tempo” ou cobrar atividades. Nesse sentido, ao compartilhar nossa experiência de conto e reconto de uma história infantil, estamos contribuindo para a inovação e transformação das práticas de leitura atuais.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.