ESTÁGIO SUPERVISIONADO E O BULLYING NO AMBIENTE ESCOLAR

Juliana Farias de Araújo, Jonathan Alisson dos Santos Souza, Ronald Damasceno Ferreira da Silva

Resumo


A palavra bullying tem origem inglesa e se define como um conjunto de atitudes de violência física e/ou psicológica que podem acontecer em vários setores da sociedade, principalmente no ambiente escolar. Os estudos relacionados ao tema tiveram início após uma sequência de acontecimentos que ocasionam, desde repetência, evasão escolar, isolamento, depressão e em casos extremos o suicídio e homicídio. Dentro da escola, no combate a estas injustiças e desigualdades, este fenômeno preocupante vem sendo definido como o ato de perseguir, intimidar, humilhar, chamar por apelidos cruéis, excluir, ridicularizar, demonstrar comportamento racista e preconceituoso ou, por fim, agredir fisicamente, de forma sistemática, e sem razão aparente, outro aluno (OLIVEIRA, 2013). Pode-se dizer que o fenômeno é tolerado pela comunidade escolar, e visto muitas vezes como “normal” no relacionamento entre crianças e adolescentes. Este trabalho teve como lócus a investigação do fenômeno bullying no ambiente escolar, precisamente com os alunos do ensino médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL). O instrumento utilizado para a recolha de dados foi o questionário. A pesquisa revelou a existência de preconceito na escola pesquisada, sendo os principais fatores geradores de discriminação a orientação sexual, estrutura física, a origem étnico-racial e a ocorrência do bullying como decorrência da descriminação e rejeição ao considerado diferente ou anormal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.