BRINCADEIRA E DESENVOLVIMENTO INFANTIL: CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONDO NO TRABALHO PEDAGÓGICO COM CRIANÇAS

Ariana Pereira, Janaíla dos Santos Silva, Josicleide Feitosa, Klísia Layane Bastos Silva, Renata da Costa Maynart

Resumo


O presente artigo é resultado de um projeto de intervenção desenvolvido durante a disciplina de Estágio Supervisionado II, no curso de Pedagogia, da Universidade Federal de Alagoas, Campus Arapiraca. A referida disciplina teve como campo de experiências as instituições de educação infantil, nas quais os estagiários tinham como um dos objetivos a realização da observação do cotidiano das crianças, apreendendo os modos de constituição das relações naquele contexto e elaborando uma aproximação com a realidade local acerca dos processos educativos com crianças. As observações que iremos pôr em debate foi realizada na Creche Municipal de Arapiraca-AL, e partir destas observações sentimos a necessidade de fazer intervenções voltadas a brincadeira e o movimento, tendo em vista que as crianças passavam muito tempo sentadas e as brincadeiras eram realizadas em suas carteiras. Elaborou-se um projeto de intervenção com crianças da faixa etária de 4 a 5 anos, priorizando seções de brincadeira no desenvolvimento infantil. A experiência de estágio despertou inquietações sobre o papel do brincar e oportunizou a realização de reflexões concomitantemente às intervenções lúdicas, impulsionando-nos a uma busca teórica que consolidou o presente trabalho, pondo ao debate as implicações da brincadeira na educação bem como as ressignificações que essa compreensão permite ao trabalho pedagógico com as crianças.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.