GESTÃO DEMOCRÁTICA E PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO: UMA INVESTIGAÇÃO A PARTIR DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE PROFESSORES DA ESCOLA RUI BARBOSA

Marcella Thaiane de Lima Silva

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar as representações sociais de professores sobre o projeto político pedagógico da Escola Rui Barbosa, localizada em um bairro popular da Cidade do Recife, Pernambuco, a partir da perspectiva da gestão democrática. Para embasamento teórico-metodológico deste trabalho, foram utilizadas definições de representação social, gestão democrática e políticas públicas, além da análise do referido projeto. As representações são elaboradas e partilhadas nas relações e constituem formas de interpretação da realidade, significados que os indivíduos atribuem aos objetos e eventos. Já a gestão democrática e as políticas públicas são apresentadas no contexto de elaboração das políticas sociais, resultantes de um conjunto de fatores, como as demandas da população, próprias de cada época. Assim, desde o final dos anos 1980, as políticas educacionais caracterizavam-se por um discurso permeado pela consolidação de um ambiente escolar mais democrático. No tocante ao projeto político pedagógico, este é tomado como um processo coletivo de investigação pedagógica, como situação de estudo e como um processo de desenvolvimento profissional, que deve ser construído criticamente. Este estudo é de natureza qualitativa, abordagem que melhor lida com crenças, valores e significados que os sujeitos atribuem a objetos ou eventos, e tem como corpus documental entrevistas realizadas com quatro docentes da Escola Rui Barbosa, analisadas a partir da técnica de análise de conteúdo de Bardin. O grupo pesquisado sinalizou representações sociais positivas sobre o projeto político pedagógico da escola na perspectiva da gestão democrática.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.