FORMAÇÃO DE PROFESSORES: ESPAÇO DE CONHECIMENTOS E SABERES A PARTIR DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS.

Sueli Lima Nunes

Resumo


A formação de Professores para a Educação das Relações Étnico-raciais, devem esta pautadas não só embasamento legal, como também em uma proposta pedagógica que de fato promova o conhecimento científico em consonância com o conhecimento empírico, visando um repertório indentitário, favorecendo a sensibilização de valores, o conhecimento de si em detrimento do conhecimento do outro. Não negando o passado, mas construindo o presente e vislumbrando o futuro. Nesse caminho, de repensar a história e a sociedade, torna-se fundante a inserção no currículo escolar de temas e conteúdos que afirmam positivamente a história e a cultura da população afro-brasileira e africana, nesta perspectiva de intenção e ação a Secretaria Municipal de Educação do Cabo de Santo Agostinho, elabora o trabalho de formação continuada com os professores, possuindo um caráter sistemático mensal através de nucleação por escolas por proximidade geográfica e por nível de ensino, como também através de formação de acompanhamento, atendendo as questões específicas do processo de ensino e aprendizagem nas próprias unidades escolares. A formação continuada propicia conhecimentos e saberes. Com o desenvolvimento da formação percebeu-se um maior engajamento social entre as relações e parcerias entre os professores da Rede e os núcleos de cultura de raízes de matriz africana, este processo de construção fez com que as vivências pedagógicas ultrapassaram os muros das escolas. Desta forma, percebemos que trabalhar a formação de professores a partir das Relações Étnico-raciais torna-se um espaço democrático de conhecimentos, criatividade e de pesquisa.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.