FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR DE CIÊNCIAS: Conhecimentos que transformam a ação pedagógica

Edilene Conceição de Melo Marques, Thiago Moraes Silva de Araújo

Resumo


Não há como falar em qualidade da educação sem falar em formação de professores. Esta é uma relação que está interligada verticalmente. Os papeis desempenhados pelo professor são muitos, entre eles a mudança de pensamento de seus alunos. Portanto, para que haja tal mudança se faz necessária uma reflexão e atrelada a isto, um professor qualificado capaz de promover tais pensamentos reflexivos tão importantes na mudança de conceitos e paradigmas. Assim, este artigo tem o objetivo de trazer luz à discussão sobre a formação continuada do professor de ciências e a importância do pensamento reflexivo para uma atuação crítica com uma prática pedagógica inovadora. Buscou-se portanto sustentação  teórica  em  estudiosos  cujos  trabalhos  se propõem a melhorar essa prática. Também discute-se sobre alguns conceitos compreendidos  sobre o fazer ciências que há tempos, num sentido  restrito, era realizado por privilegiados que usando roupas brancas se trancavam  em laboratórios  para suas pesquisas. E para completar, como não podia-se deixar de mencionar, alguns desafios enfrentados pelos professores, e, a fim de superar tais desafios são  propostos  a  aquisição  de  determinados  conhecimentos  e  a  aquisição  de  competências específicas,  necessárias  ao  profissional  em  questão.  Optou-se por uma abordagem qualitativa da ação pedagógica. Portanto, o objetivo é o de poder realizar algumas mudanças conceituais nos professores de ciências, que sejam capazes de traçar seus objetivos em busca da continuidade de sua formação de forma que saibam e consigam enfrentar e superar alguns obstáculos que eventualmente surgem durante esse trajeto na perspectiva de rompimento da racionalidade técnica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.