A Redefinição da Biblioteca Universitária à Luz dos Paradigmas da Biblioteconomia e Ciência da Informação: um estudo de caso

Jorge Santa Anna, Maria Elizabeth de Oliveira Costa

Resumo


Apresenta as contribuições advindas da Biblioteconomia e Ciência da Informação quanto às práticas profissionais realizadas em uma biblioteca universitária. Objetiva identificar os pontos paradigmáticos observados na referida unidade de informação, a partir dos paradigmas que sustentam essas duas áreas do conhecimento, discorridos na literatura. Com esse propósito, o estudo caracteriza as bibliotecas universitárias na modernidade; apresenta os paradigmas da Ciência da Informação e Biblioteconomia; e, por fim, investiga a política institucional, os produtos e serviços realizados nessa biblioteca, identificando pontos paradigmáticos que os sustentam. Por meio da revisão de literatura e da análise e discussão dos dados coletados em campo, constatou-se que a maioria dos paradigmas adotados pela biblioteca universitária pertence à Biblioteconomia, tais como: foco no acervo documental, pouca preocupação com o usuário, maioria dos itens centra-se em livros impressos, atuação tecnicista, atividades de cunho meramente informacional e pouca interação entre setores e gestão dos fluxos de informação. Apenas dois paradigmas são frutos da Ciência da Informação, a saber: preocupação acentuada com a recuperação da informação e tendência à informatização. Sugere-se a elaboração de um plano de ação, oriundo de um planejamento bem estruturado, a fim de reformular a política institucional, redefinindo e ampliando as práticas bibliotecárias, tendo como base, a fusão dos paradigmas dessas duas áreas.


Palavras-chave


Paradigmas; Biblioteca Universitária; Biblioteconomia; Ciência da Informação; Práticas profissionais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ, M. E. B. Organização, sistemas e métodos. São Paulo: McGraw Hill, 1991.

ARAÚJO, C. A. Á. Arquivologia, Biblioteconomia, Museologia e Ciência da Informação: o diálogo possível. Brasília: Briquet de Lemos, 2014.

CARVALHO, I. C. L. A socialização do conhecimento no espaço das bibliotecas universitárias. Rio de Janeiro: Interciência, 2004.

CARVALHO, M. C. R. Apresentação. In: LUBISCO, N. Biblioteca universitária: elementos para o planejamento, avaliação e gestão. Salvador: EDUFBA, 2011, p. 9-10.

CASTRO, C. A. Profissional da informação: perfis e atitudes desejadas. Informação e Sociedade: estudos, João Pessoa, v. 10, n. 1, 2000. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2016.

COOK, D.; MULROW, C.; HAYNES, B. Systematic reviews: synthesis of best evidence for clinical decisions. Ann Internacional Medical, v. 126, n. 5, p. 376-380, 1997.

CUNHA, M. B. A biblioteca universitária na encruzilhada. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação, v. 11, n. 6, dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 8 abr. 2016.

FERREIRA, L. S. Bibliotecas universitárias brasileiras: análise de estruturas centralizadas e descentralizadas. São Paulo: Pioneira, 1980.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LA BIBLIOTECA universitaria: análisis en su entorno híbrido. Madrid: Síntesis, 2005.

LANCASTER, F. W. Future librarianship: preparing for an unconvencional career. Wilson Library Bulletin, v. 57, p. 747-53, maio 1983.

LEITÃO, B. J. M. Avaliação qualitativa e quantitativa numa biblioteca universitária: grupos de foco. Niterói: Intertexto; Rio de Janeiro: Interciência, 2005.

LE COADIC, Y.-F. A ciência da informação. 2. ed. Brasília: Lemos Informação e Comunicação, 2004.

MELLO, L. L. S.; MARQUES, D. B.; PINHO, F. A. A biblioteca universitária e sua atuação frente à mutabilidade de paradigmas. InCID: Revista de Ciência da Informação, Ribeirão Preto, v. 5, n. 1, p. 69-89, mar./ago. 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

OLIVEIRA, M. (Coord.). Ciência da Informação e Biblioteconomia: novos conteúdos e espaços de atuação. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2005.

ORTEGA, C. D. Relações históricas entre Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação. DataGramaZero - Revista de Ciência da Informação,, Rio de Janeiro, v. 5, n. 5, out. 2004. Disponível em: . Acesso em: 15 mar. 2016.

RANGANATHAN, S. R. As cinco leis da Biblioteconomia. Brasília: Briquet de Lemos, 2009.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RUSSO, M. Fundamentos de Biblioteconomia e Ciência da Informação. Rio de Janeiro: E-papers, 2010.

SANTA ANNA, J. A biblioteca universitária no presente: de labirinto à encruzilhada em busca da biblioteca híbrida. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 20, n. 1, p. 6-18, jan./abr. 2015a. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

______. Trajetória histórica das bibliotecas e o desenvolvimento dos serviços bibliotecários: da guarda informacional ao acesso. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 13, n.1, p.138-155, jan./abr. 2015b. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

______.; CALMON, M. A. Relato de experiência de estágio na Biblioteca Universitária Fernando de Castro de Moraes: diálogos com Ranganathan. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 20, n. 2, p. 339-354, maio./ago. 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

______.; PEREIRA, G.; CAMPOS, S. Compartilhamento de informações/conhecimento em biblioteca universitária: cooperação interbibliotecária em face das novas tecnologias. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 20, n. 2, p. 170-184, maio./ago. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

SARACEVIC, T. Ciência da informação: origem, evolução e relações. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 1, n. 1, 1996. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

SIQUEIRA, J. C. Biblioteconomia, documentação e ciência da informação: história, sociedade, tecnologia e pós-modernidade. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 15, n. 3, p. 52-66, set./dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

SOUZA, F. C. Os paradigmas da Biblioteconomia e suas implicações no Ensino desta Ciência. Encontros Bibli - Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Florianópolis, n. 2, set./1996. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2016.

TARAPANOFF, K. Planejamento de e para bibliotecas universitárias no Brasil: sua posição sócio-econômica e estrutural. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 2., Anais, 1981, Brasília. Anais... Brasília: CAPES, 1981. p. 9-35.

VIEIRA, D. C.; ARDIGO, J. D. Paradigmas da biblioteconomia e ciência da informação: estudo de caso em uma unidade de informação especializada. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 20, n. 1, p. 124-137, jan./abr. 2015. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2016.

s/Mikkeli/zarndt_frederick.pdf>. Acesso em 15 set. 2017.






Direitos autorais 2017 Ciência da Informação em Revista

Ciência da Informação em Revista | E-ISSN 2358-0763 | Citações no Google Acadêmico

      

Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

Instituto de Ciências Humanas, Comunicação e Artes

Universidade Federal de Alagoas, Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n, Tabuleiro dos Martins
CEP: 57072-900 | Maceió, Alagoas, Brasil | e-mail cirev@ichca.ufal.br

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


 Os originais publicados na Ciência da Informação em Revista estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons - Não Comercial - Compartilhar Igual 4.0 Internacional.