O professor diante da demanda do aluno do XXI: trabalhando com tecnologias e mídias de potencial educativo

Hercules Pimenta Santos

Resumo


O presente texto surge do confronto teórico educacional com a prática docente do autor. Defende-se que estamos diante de uma oportunidade ampla, no âmbito educacional universal, que se mostra propícia para dotar os estudantes de instrumentos e competências cognitivas para uma aprendizagem de conhecimentos socialmente significativos. Tal proposição se espelha no caráter concomitantemente social e objetivo da construção e na necessidade de aplicação do conhecimento, o qual se entende ser de grande anseio da contemporaneidade social. Fica claro que os ‪‎jovens passam grande parte do seu dia ‪‎conectados, enviando e trocando mensagens, assistindo vídeos e ouvindo música. Criticam a escola por não verem total sentido entre o que aprendem e o que vivem fora dela. Entendemos que novas formas de ensinar com o potencial que a as tecnologias informáticas possuem pode lhes propiciar injeções de ânimo ao se verem, também na escola, mais próximos de sua práxis cotidiana.

Palavras-chave


Educação; Pedagogia; Tecnologias educacionais.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. E. B. Desafios e possibilidades da atuação docente online. PUCViva, São Paulo, nº 24, Jul-Set. 2005.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e terra, 1999.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. São Paulo: Autores Associados, 1996.

DEMO, P. Instrucionismo e nova mídia. In SILVA, Marco (Org.) Educação online – teorias, práticas, legislação, formação corporativa. São Paulo: Loyola, 2003. pp. 75-88.

ECO, U. From Internet to Gutenberg. 1996. Disponível em . Acesso em 22 nov. 2014.

LA SOCIEDAD DE LA INFORMACIÓN. Amenazas y oportunidades. Madrid: Editorial Complutense, 1996.

MORAES, M. C. O paradigma educacional emergente. Campinas: Papirus, 1997.

MORAN, J. M. Como utilizar a Internet na educação. Ci. Inf. [online]. vol. 26, n.2, 1997.

NEGROPONTE, N. A Vida Digital. Cia das Letras, 1995.

O’REILLY, T. What Is Web 2.0 - Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software. O’Reilly Publishing, 2005.

PIAGET, J. A linguagem e o pensamento da criança. 7. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. 282p.

SANTOS, A. I. Recursos Educacionais Abertos: Novas Perspectivas para a Inclusão Educacional Superior Via EAD. In: SANTOS, A. I. (Org.). Perspectivas Internacionais em Ensino e Aprendizagem Online. São Paulo: LibraTrês, 2006.

SANTOS, A. I. Recursos Educacionais Abertos no Brasil: o estado da arte, desafios e perspectivas para o desenvolvimento e inovação. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil, 2013.

SANTOS, H. P. Proposta de formação continuada via educação a distância: uso dos museus virtuais no ensino básico de História. Monografia de Especialização, Universidade Federal Fluminense, 2013a.

SANTOS, H. P. Etiquetagem e folksonomia: o usuário e sua motivação para organizar e compartilhar informação na Web 2.0. Perspect. ciênc. inf., Belo Horizonte, v. 18, n. 2, June 2013b.

SANTOS, H. P. Tecnologias e mídias educativas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016.

TIMMS, D. et al. Review of telematics based open and distance learning. Luxembourg; Brussels: Centre for Research and Development in Learning Technology, 1999.

TRINDADE, D. F. O Ponto de mutação no ensino das ciências. São Paulo: Madras, 2005.

VILCHES, L. A migração digital. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

WANSTREET, C. E. Interaction in online learning environments: a review of the literature. The Quarterly Review of distance Education, v.7, n.4, p.399‐411, 2006.

WATZLAWICK, P. The invented reality: how do we know what we believe we know? New York, Norton, 1984.




DOI: http://dx.doi.org/10.28998/2175-6600.2019v11n24p245-258

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

_________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO:

E-mail: debatesemeducacao@gmail.com

Universidade Federal de Alagoas – UFAL
Centro de Educação – CEDU
Programa de Pós-graduação em Educação – PPGE
Campus A. C. Simões
Av. Lourival Melo Mota, s/n - Tabuleiro do Martins
57072-900 - Maceió - AL, Brasil.
Telefone: +55 82 3214 1196
Link: http://www.seer.ufal.br/index.php/debateseducacao/

ISSN ELETRÔNICO: 2175-6600

DOI (Digital Object Identifier - Identificador de Objeto Digital)

Em 14 de dezembro de 2017, a Revista Debates em Educação passou a atribuir o DOI às suas publicações, padrão para identificação de documentos em redes digitais. 

Prefixo: 10.28998/2175-6600

QUALIS/CAPES (2013 - 2016):

– Ensino B1
– Interdisciplinar B4
– Letras / Linguística B4
– Psicologia B4
– Comunicação e Informação B4
– Sociologia B4
– Educação B5

PERIODICIDADE – QUADRIMESTRAL

De 2009 a 2016, a periodicidade da Revista Debates em Educação era semestral. A partir de 2017, a revista se tornou quadrimestral, de acordo com as datas abaixo:

– Primeiro quadrimestre: jan./abr. - limite para publicar a edição 30 abril.
– Segundo quadrimestre: maio/ago. - limite para publicar a edição 31 agosto.
– Terceiro quadrimestre: set./dez. - limite para publicar a edição 31 dezembro.

Os dizeres acima dizem respeito somente à data de publicação da edição e não ao envio de artigos.

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação foi contemplada com o Edital Fapeal Nº 5/2016 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos e com o Edital Fapeal Nº 9/2018 Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos.

________________________________________________________________________________________________________________________

A Revista Debates em Educação está indexada nas seguintes bases científicas.

 

. Open Journal Systems (OJS);

. Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);

. Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (Latindex);

. Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (CLASE);

. Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras (Diadorim);

. Directory of Open Access Journals (DOAJ);

. Indice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (IRESIE);

. European Reference Index for the Humanities (ERIH);

. Google Scholar;

. Clasificación Integrada de Revistas Científicas (CIRC);

. Periódicos de livre acesso (LivRe);

. Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Cientifico (REDIB);

. Sumários de Revistas Brasileiras (Sumários.org);

. Journals for Free (J4F);

. Information Matrix for the Analysis of Journals (MIAR);

. Directory of Research Journals Indexing (DRJI);

. Elektronische Zeitschriftenbibliothek (EZB);

. Bielefeld Academic Search Engine (BASE);

. World Catalog (WorldCat);

. Finna | Satakunta University of Applied Sciences Library.

 

               

_________________________________________________________________________________________________________________________

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.