DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: a oralidade como instrumento facilitador da interpretação de texto

Danyelle Pimentel Ferreira, Denise Mendes Cavalcanti, Márcia Lúcia Nogueira de Lima Barros, Neiza de Lourdes Frederico Fumes

Resumo


A interpretação e compreensão textual é um recurso da Língua Portuguesa muito importante para a vida cotidiana e escolar de todos os alunos, no entanto, aqueles que possuem deficiência intelectual podem apresentar maior dificuldade. Este estudo tem como objetivo geral proporcionar aos alunos com deficiência intelectual, do 6º ano do Ensino Fundamental, elementos teóricos e práticos referentes a disciplina de Língua Portuguesa propondo estratégias metacognitivas para serem aplicadas na interpretação de textos. A pesquisa integra as ações do PIBID Diversidade e tem caráter qualitativo. Utilizou-se a observação e o diário de campo como instrumentos para a coleta de dados. Os resultados parciais revelaram que a professora de Língua Portuguesa estava muito entusiasmada com as intervenções realizadas pelas bolsistas em parceria com a Sala de Recursos Multifuncionais. Através dessas intervenções, as alunas estavam apresentando um desenvolvimento superior ao que acontecia em sala de aula regular. Percebe-se que a realização de atividades através da oralidade que relacione as vivências, estimulando a aprendizagem significativa da língua portuguesa aos alunos com deficiência intelectual se torna necessário, pois é notório que por não possuírem um desenvolvimento “linear”, uma vez que em diversas situações não correspondem as expectativas esperadas pela escola, em comparação aos alunos ditos “normais”, esses discentes se sentiam excluídos do convívio escolar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.