LIPOMA EM Melopsittacus undulatus – RELATO DE CASO

Arthur Carlos da Trindade Alves, Lívia de Lima Melo, Elton Luís Ritir Oliveira, Cristianne Dantas Freirias, Stela Bonadia de Souza, Leonardo Marinho de Oliveira, Carlos Roberto Teixeira

Resumo


Introdução: Os lipomas são proliferações benignas de adipócitos. Formam massas subcutâneas em aves obesas, especialmente em periquito ­australiano, cacatua e papagaio. Este tecido adiposo hiperplásico pode se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas é mais frequente ao longo da quilha, região abdominal ventral e na parte interna das coxas. Podem ser únicos ou múltiplos; têm a superfície macia, lisa ou lobulada e apresentam coloração amarelada, sendo facilmente visível pela pele. Relato de caso: Foi atendido, no CEMPAS, um periquito-australiano que apresentava aumento de volume em região abdominal ventral. Segundo o proprietário, o animal apresenta comportamento normal e normorexia. A ave apresentava 82g e tinha a alimentação baseada em mistura de sementes. No exame físico foi observado, na região subcutânea ventral, conteúdo móvel e de consistência firme. Realizada a radiografia, observou-se aumento evidente da silhueta hepática, indicando hepatomegalia. No exame citopatológico foi diagnosticado lipoma. Primeiramente, optou-se pelo tratamento conservativo através da correção da dieta e fornecimento de Xantinon via oral (40mg/kg) duas vezes ao dia durante 30 dias. No retorno o animal diminuiu seu peso para 66 gramas e a massa aparentava ter diminuído, porém após 60 dias, aumentou seu peso para 76 gramas e a massa apresentou um aspecto maior. Foi optado pela excisão cirúrgica, que durante o procedimento o paciente veio a óbito. Resultados: Optou-se pelo tratamento com Xantinon, neste paciente, pelo fato de ter um sua composição metionina e colina, que são nutrientes essenciais para o metabolismo de gorduras e proteínas no fígado, o que o ajudaria em seu quadro de hepatomegalia. O raio-x foi um exame complementar de grande importância, pois a hepatomegalia indica obesidade, o que pode ser tratada com a correção alimentar. Como a dieta da ave era baseada em mistura de sementes, dentre elas a sementes de girassol, que possui alto teor de gordura, a mudança alimentar para uma ração de qualidade iria melhorar o escore corporal da ave e diminuir o volume do lipoma. O exame citopatológico foi eficaz, porém, muitas vezes, o material obtido por citologia aspirativa não estabelece facilmente a distinção entre lipoma benigno e lipossarcoma ou mielolipoma. Assim, a biopsia e a extração cirúrgica total são recomendadas para o diagnóstico definitivo. Conclusão: Quando a obesidade é tratada, lipomas podem regredir lentamente e se tornarem autolimitantes, evitando o tratamento cirúrgico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.