Obstrução intestinal causada por Heterakis sp. em Papagaio-tucumã (Amazona tucumana) – Relato de Caso

Beatriz Maccari Silva, Leandro Silva Reis, Matheus Vasconcellos, André Luis Mota Costa, Vanessa Silva Santana, Fabiano Rocha Prazeres Júnior, Emanuel Lucas Bezerra Rocha

Resumo


 

 


Texto completo:

PDF

Referências


Introdução: O gênero de parasitas Heterakis pertencente à ordem de nematódeos Ascaridida, tem ciclo de vida direto e ocorre principalmente no trato gastrointestinal de seu hospedeiro. É sabido que espécies de Heterakis causaram doença e / ou redução do escore corporal em aves domesticadas (como galinhas, faisões e perus), aves silvestres cativas em jardins zoológicos e aves selvagens. O Papagaio tucumã (Amazona tucumana) é um psitacídeo exótico, comumente encontrado no sudeste da Bolivia e noroeste da Argentina. Assim como outras aves do gênero Amazona, está entre as espécies mais procuradas como animais de estimação. O presente trabalho tem como objetivo relatar um caso de obstrução intestinal causada por um nematódeo do gênero Heterakis em um papagaio tucumã mantido sob cuidados humanos no Parque zoológico municipal Quinzinho de Barros (PZMQB). Relato de caso: Um indivíduo adulto da espécie papagaio tucumã (Amazona tucumana), fêmea, foi encontrado morto no recinto pela manhã e levado ao setor veterinário. Não foram notados sinais clínicos anteriores ao ocorrido. Ao exame necroscópico, apresentou escore corporal 2 (1-5), inglúvio e ventrículo repletos de conteúdo alimentar. Toda a porção duodenal apresentava-se obstruída por grande quantidade de nematódeos adultos. Foi coletado amostra de conteúdo fecal para realização de exame coproparasitológico pela técnica de Willis, que confirmou a presença de ovos de Heterakis sp. Também foram coletadas amostras de tecidos dos órgãos em formol 10% para análise histopatológica que confirmou a causa do óbito como enterite parasitária, identificando também a presença do parasita adulto equivalente ao gênero Heterakis em parede intestinal. Resultados: Espécies de Heterakis já foram encontradas em pelo menos 107 espécies diferentes de aves cativas e silvestres. A patogenicidade varia muito e depende de fatores intrínsecos como resistência do hospedeiro, imunidade, co-existência de outros parasitas, comportamento, dieta, idade, sexo, e fatores ambientais extrínsecos, tais como estação do ano, precipitação e localização geográfica. Autores que trabalham com aves de vida-livre dificilmente detectaram parasitas intestinais em psitacídeos. No entanto, aves cativas demonstraram alta prevalência de parasitas, indicando que o cativeiro pode facilitar a transmissão entre indivíduos e também aumentar a carga parasitária nos hospedeiros. No PZMQB, os exames coproparasitológicos periódicos são realizados a cada 6 meses, porém este intervalo não foi suficiente para evitar que este caso ocorresse. Conclusão: O presente trabalho relatou um caso de obstrução intestinal causada por Heterakis sp. em papagaio-tucumã de cativeiro, que culminou com o óbito do animal. O exame coproparasitológico periódico em intervalos mais curtos é necessário para evitar altas cargas parasitárias.

Palavras chave: Nematódeo, Endoparasita, Ave


Apontamentos

  • Não há apontamentos.