Viveiro Pedagógico: uma experiência de educação ambiental com foco na recuperação de áreas degradadas

Adriana Karla Tavares Batista Nunes Leal, Arley Gomes da Silva, Ivan Alves de Mendonça, Amadeu Portugal Zumba

Resumo


Diante da seca vigente no Semiárido brasileiro, os solos na região tem se tornado cada vez menos produtivos e suscetíveis à erosão, sendo este o motivo de grandes perdas na agricultura familiar. Neste panorama surgiu o Viveiro de Mudas
implantado pelo Instituto Raízes em Angelim, no Semiárido Pernambucano, com a proposta de atuar na educação ambiental através da produção de mudas nativas por agricultores e estudantes, e de recuperar áreas degradadas. Para tanto, o Viveiro Pedagógico utiliza como substrato para as mudas apenas insumos orgânicos como estrume e derivados de compostagem, aproveitando o potencial da própria propriedade, e reduzindo a contaminação dos solos pelos aditivos comerciais. Tal prática tem sido incentivada nas formações para os agricultores e estudantes, trazendo a sensibilização para a prática da agricultura orgânica. Tais momentos de atividades em grupo fortalecem a visão comunitária entre os agricultores, já que se propicia a troca de conhecimentos durante as oficinas. Assim, vê-se que as práticas concebidas no âmbito do Viveiro Pedagógico atuam em consonância com o desenvolvimento sustentável, já que colaboram para o aproveitamento saudável do solo para a agricultura familiar, com a geração de alimentos orgânicos, tendo como ênfase a agroecologia, contribuindo para a permanência do homem do campo no seu habitat e ainda colaborando para que este conviva de forma harmônica para com o meio ambiente.

Texto completo:

Arquivo Completo

Referências


F. Furlan et al. Substratos alternativos para produção de

mudas de couve folha em sistema orgânico. Revista

Brasileira de Agroecologia, v. 2, n. 2, 2007.

R. A. G. Viani et al. Sobrevivência em viveiro de mudas

de espécies nativas retiradas da regeneração natural de

remanescente florestal. Pesquisa Agropecuária

Brasileira, 2007.

T. R. Effting. Educação Ambiental nas Escolas

Públicas: Realidade e Desafios. Marechal Cândido

Rondon, 2007. Monografia (Pós Graduação em “Latu

Sensu” Planejamento Para o Desenvolvimento

Sustentável) – Centro de Ciências Agrárias,

Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Campus de

Marechal Cândido Rondon, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Adriana Karla Tavares Batista Nunes Leal, Arley Gomes da Silva, Ivan Alves de Mendonça, Amadeu Portugal Zumba