A sociedade de risco: a expansão do agronegócio e suas implicações na agricultura camponesa

Liara Silva Medeiros, Emely Christine Sulino de Melo, Mônica Cox de Britto Pereira

Resumo


O trabalho busca apresentar os riscos presentes na sociedade atual, seja na cidade ou no campo, através da teoria da Sociedade de Risco escrita por Ulrich Beck em 1986. O modo de produção convencional e o aumento da tecnologia inadequada tem possibilitado o surgimento dos chamados “riscos invisíveis”, tanto para quem produz como para quem consome.  Contrapondose a esse modelo, temos a agricultura camponesa, que sofreu inúmeras perdas com o avanço do agronegócio e busca se fortalecer a partir de suas bases sustentáveis de produção. Dessa forma, é de extrema importância que se estude e apresente para a sociedade as consequências do avanço do agronegócio no Brasil, visto que este causa destruição dos solos, perda de biodiversidade, contaminação das águas, intoxicações e doenças graves.

Texto completo:

Arquivo Completo

Referências


BECK, Ulrich. La sociedad del riesgo. Hacia uma nueva modernidade. Barcelona: Paidós, 1998.

ALMEIDA, Sílvio Gomes de; PETERSEN, Paulo; CORDEIRO, Angelo. Crise socioambiental e conversão ecológica da agricultura brasileira. Subsídios à formulação de diretrizes ambientais para o desenvolvimento agrícola. Rio de Janeiro: AS-PTA, 2001.

AB’SABER, Aziz Nacib. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

ANDRIOLI, Antônio Inácio. Muita promessa, pouca efetividade: A catástrofe do cultivo de soja transgênica no Brasil. In: Andrioli, Antônio Inácio; Fuchs, Richard. Transgênicos: as sementes do mal. A silenciosa contaminação de solos e alimentos. São Paulo: Expressão Popular, 2008, 135-159 pp.

PEREIRA, Monica Cox de Britto. Revolução Verde. In: Caldart, Roseli Salete; Pereira, Isabel Brasil; Alentejano, Paulo; Frigotto, Gaudêncio (ORGS.). Dicionário da Educação do Campo. RJ, SP: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular, 2012, 685-689 pp.

FERRARI, D. L. Cadeias agroalimentares curtas: A construção social de mercados de qualidade pelos agricultores familiares em Santa Catarina. Porto Alegre, PDGR, 2011. Tese em Desenvolvimento Rural.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Liara Silva Medeiros, Emely Christine Sulino de Melo, Mônica Cox de Britto Pereira