ÁGUA DA CHUVA: ALTERNATIVA PARA CONVIVÊNCIA NO SEMIÁRIDO

Maria Iza de Arruda Sarmento, Éverson Pedrosa da Nóbrega, Priscila Raquel Rodrigues de Oliveira, Ariosvaldo Ferreira da Silva, Ednaldo Barbosa Pereira Junior

Resumo


O presente trabalho implica em um levantamento realizado na zona rural do município de Nazarezinho–PB, trata-se de um estudo de abordagem quantitativa com objetivo de levantar informações sobre a utilização da águas pluviais naquelas localidades. As informações foram coletadas a partir da aplicação de questionários estruturados, com uma amostra de 20 famílias entrevistadas. Por meio do diagnóstico pode-se constatar que todas as famílias captam e armazenam águas pluviais, e destinam-na principalmente para consumo humano, doméstico e agropecuário. Quando se tratou de tecnologia de captação, sobrepôs o uso de cisternas e em sua maioria, foram considerados viáveis economicamente, predominando o uso de políticas públicas como o método de aquisição da tecnologia de captação de água de chuva. Por meio desse diagnóstico pode-se constatar que o uso de tecnologias para captação e armazenamento das águas pluviais adotados pelas famílias entrevistadas são considerados acessíveis, de fácil aceitação e viáveis economicamente para as comunidades residentes em regiões escassas, podendo estas, serem adotadas como alternativas de convivência com o semiárido brasileiro.

Texto completo:

Arquivo Completo

Referências


ALVES, D. F. da S. et al. Análise do processo de armazenamento de água de chuva em cisternas de placas e sua utilização no município de Tavares, estado da Paraíba. VII CONEPI – Palmas - TO, 2012. ISBN: 9788562830105.

ANDRADE NETO, C. O. de. Proteção Sanitária das Cisternas Rurais. In: Anais do XI Simpósio Luso-brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Natal- RN, 2004.

ANDRADE NETO, C. O. de. Água de Chuva: alternativa para conviver com a seca. XII Simpósio Ítalo-brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Natal – RN, 2014.

BICUDO, C. E. de M. et al. Recursos hídricos no Sudeste: segurança, soluções, impactos e riscos. Carta de São Paulo. São Paulo – SP, 2014.

FEITAL, J. C. de C. et al. O Consumo Consciente da Água: um estudo do comportamento do usuário doméstico. III Encontro de Marketing da ANPAD. Curitiba – PR, 2008.

MARTINS, C. A. da S.; NOGUEIRA, N. O. Captação de água da chuva em propriedades rurais. ISSUE DOI: 10.3738/1982.2278.1342. Nucleus, abr.2015, v12, n.1.

MUNICÍPIOS, Confederação Nacional de. Análise sobre a seca do Nordeste. 2014. Disponível em: . Acesso em: set. 2016.

SANTOS, M. J. dos; SILVA, B. B. da. Análise do modelo conceitual e tecnológico do programa cisternas rurais em Sergipe. Engenharia Ambiental. Espírito Santo do Pinhal – SP. mai - ago. 2009, v. 6, n. 2, p. 464-483.

SILVA, A. de F. et al. Manejo e conservação de sistemas de captação e armazenamento de água de chuva no sertão e no Cariri Paraibano. Simpósio Brasileiro de Captação e Manejo de Água de Chuva. Campina Grande – PB, 2012.

PAIVA, R. S. de A. et al. Resposta do milho crioulo às diferentes densidades populacional nas condições edafoclimáticas do Sertão Paraibano. Agropecuária Científica no Semiárido – ISSN 1808-6845. abr - jun, 2015, V. 11, n. 1, p. 120-125.

VICTORINO, C. J. A. Planeta água morrendo de sede: uma visão analítica na metodologia do uso e abuso dos recursos hídricos. Edipucrs, 231 p. Porto Alegre 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Maria Iza de Arruda Sarmento, Éverson Pedrosa da Nóbrega, Priscila Raquel Rodrigues de Oliveira, Ariosvaldo Ferreira da Silva, Ednaldo Barbosa Pereira Junior