REPRODUÇÃO E MASCULINIZAÇÃO DE PÓS-LARVAS DE TILÁPIA DO NILO (Oreochromis niloticus)

Tereza Iracema Reis Simões, Juliett de Fátima Xavier, Maria Tânia Medeiros dos Santos, Adeilton dos Santos

Resumo


O cultivo de animais em cativeiro tornou-se uma das principais práticas para obtenção de proteína animal e oferta do produto em maior quantidade. O objetivo deste trabalho consistiu no acompanhamento do processo de reprodução, da estratégia de coleta até a fase de masculinização das tilápias. Nos sistemas de reprodução de pós-larvas observados, são utilizadas técnicas para masculinização adicionando uma concentração de hormônio 17-α-metiltestosterona na ração. A dosagem correta de hormônio, alimentação nos intervalos determinados e o tempo de duração do tratamento são de fundamental importância para que ocorra o sucesso na masculinização dos animais. Com isso constatou-se que os métodos utilizados são satisfatórios, obtendo-se índices de masculinização superiores a 98%. Contudo, pretende-se com este estudo fornecer recomendações para otimizar o uso de ração na masculinização de tilápia.

Texto completo:

Arquivo Completo

Referências


ALCESTE, C.; JORRY, D. E., 1998. Análisis de las tendencias actuales en la comercialización de tilapia en los Estados Unidos de Norteamérica y la Unión Europea. In:CONGRESSO SUL-AMERICANO DE AQUICULTURA, 1., 1998, Recife. Anais… Recife: SIMBRAq, 1998. p. 349- 364.

ANTONIO, C. Reversão Sexual da Tilápia do Nilo com Dietas Microencapsuladas em “Spray Dryer” contendo diferentes doses de 17-α-metiltestosterona e Tempos de Administração. São Paulo, 2006. 50f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade de São Paulo.

HAYASHI, C.; BOSCOLO, W. R.; SOARES, C. M., 1999. Exigência de Proteína Digestível para Larvas de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus), durante a Reversão Sexual. Disponível em: http://www.cpt.com.br/cursos- criacaodepeixes/artigos/alevinos-de-tilapia-eversao-sexual- alimentacao-comercializacao-e-transporte#ixzz47oOq3CrO.

KUBITZA, F., 2000. Tilápia: tecnologia e planejamento na produção comercial. Jundiaí: Divisão de Biblioteca e Documentação, p. 289.

MEURER, F. et al., 2005. Fontes protéicas suplementadas com aminoácidos e minerais para tilápia do Nilo durante a reversão sexual. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 34, n. 1, p. 1-6, 2005.

MEURER, F; HAYASHI, C; SOARES, C.M. et al., 2000. Utilização de levedura spray dried na alimentação de alevinos de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus L.). Acta Scientiarum, v. 22, n. 2, p. 479-484.

PEZZATO, L. E. Efeito de níveis de proteína sobre o crescimento da tilápia do Nilo Oreochromis niloticus submetida à reversão sexual. São Paulo, 1984. 90 p. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo.

PHELPS, R. P.; SALAZAR, G. C.; ABE, V.; ARGUE, B. J., 1995. Sex Reversal and Nursery Growth of Nile Tilápia, Oreochromis niloticus (L.), free-swimming in earthen ponds. Aquaculture Research, 26: 293-295.

POPMA J. T.; LOVSHIN, L. L., 1996. Worldwide prospects for commercial production of Tilapia. Research and Development Series , Aurburn, n. 41, p. 15-17, 1996.

SANTOS, A. A. D. Reversão Sexual de Tilápias GIFT Criadas em Hapas e Submetidas a Diferentes Taxas de Alimentação em Alta Frequência. São Paulo, 2015. 40f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) – Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, 2015.

VERA CRUZ, E. M. & MAIR, G. C., 1994. Conditions for effective androgen sex reversal in Oreochromis niloticus (L.). Aquaculture, v. 122, p. 237 - 248, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Tereza Iracema Reis Simões, Juliett de Fátima Xavier