Derivações antropogênicas em nascentes do alto curso do rio Subaé, Bahia

Sandra Freitas Santos

Resumo


Este resumo centra-se em apresentar parte dos resultados desenvolvidos em um trabalho de dissertação de mestrado que teve por finalidade analisar as potencialidades hídricas, ao lado de processos antropogênicos, na perspectiva socioambiental, em nascentes do alto curso do rio Subaé, em Feira de Santana-BA. Assim, a contribuição, nesse momento visa socializar a dinâmica pré-existente desenvolvida entre as nascentes principais e as nascentes secundárias no alto curso do Rio Subaé, as quais são responsáveis pela manutenção da característica perene da rede de drenagem, como também, apresentar as principais derivações antropogênicas atuais que provocam intensas zonas de conflitos socioambientais nessa área. Nessa perspectiva, tal estudo possibilita a reflexão sobre a relação sociedade e natureza em meio a novas compreensões de preservação, sustentabilidade e planejamento ambiental.

 


Palavras-chave


Derivações antropogênicas, Rio Subaé e Dinâmica socioambiental

Texto completo:

PDF

Referências


CALHEIROS, Rinaldo de Oliveira; TABAI, Fernando César Vitti; BOSQUILIA, Sebastião Vainer; CALAMARI, Márcia. Preservação e recuperação das nascentes de água e vida. Cadernos da Mata Ciliar/ Secretaria do Estado do Meio Ambiente, departamento de proteção da biodiversidade. N.1, p.23. São Paulo, 2009.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia, São Paulo, Blucher, 1980.

SANTO, S. M. A expansão urbana, o estado e as águas em Feira de Santana – Bahia (1940, 2010). 2012, Tese, Universidade Federal da Bahia, Salvador.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Sandra Freitas Santos