Avaliação do crescimento da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss na Caatinga alagoana

Maria Betânia Vieira de Souza Lima, Elba dos Santos Lira, Élida Monique da Costa Santos, Danúbia Lins Gomes, Mayara Andrade Souza, Nivaneide Alves de Melo Falcão, Kallianna Dantas Araujo

Resumo


Resumo: A vegetação da caatinga dispõe de diversas espécies que apresentam escassez de informações quanto ao seu crescimento, dentre elas a espécie Byrsonima gardneriana A. Juss. Nesse sentido objetivou-se analisar o crescimento da espécie B. gardneriana, na Caatinga alagoana a partir dos dados de altura e circunferência da planta. Os dados utilizados foram uma média dos estudos realizados nos anos de 2010 e 2015, tendo sido utilizado a metodologia quantitativa, onde foram medidas altura e circunferência da planta. As medidas de altura foram realizadas com auxílio de régua graduada. Para medira circunferência dos indivíduos foi utilizada fita métrica. A espécie B. gardneriana, apresenta crescimento lento, quando há longos períodos de escassez hídrica, tendo sido verificado pouco aumento em seu tamanho em um período de cinco anos. O número de ramificações das plantas avaliadas aumentou, explicando o crescimento da circunferência. Recomenda-se a continuação deste estudo durante o período chuvoso.

 

Palavras-chave: Altura, Análise de desenvolvimento, Circunferência, Espécie nativa.

 


Palavras-chave


Altura; Análise de desenvolvimento; Circunferência; Espécie nativa

Referências


ALAGOAS. Perfil Municipal: Olho D’Água do Casado. 4ª ed. Maceió: Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio, 2018.

ALMEIDA NETO, J. X. de. et al. Crescimento e bromatologia do feijão-bravo (Capparis flexuosa L.) em área de Caatinga no Curimataú paraibano, Brasil. Revista Ciência Agronômica, v. 42, n. 2, p. 488-494, 2011.

ANDRADE, A. P.; COSTA, R. G. da; SANTOS, E. M.; SILVA, D. S. da. Produção animal no semiárido: o desafio de disponibilizar forragem; em quantidade e com qualidade, na estação seca. Tecnologia & Ciência Agropecuária, v. 4, n. 4, p. 01-14, 2010.

AMORIM, I. L. de; SAMPAIO, E. V. S. B., ARAÚJO, E. de L. Flora e estrutura da vegetação arbustivo-arbórea de uma área de caatinga do Seridó, RN, Brasil. Acta Botânica Brasilica, v. 19, n. 3, p. 615-623, 2005.

ARAÚJO, C. S. F.; SOUZA, A. N. Estudo do processo de desertificação na Caatinga: uma proposta de educação ambiental. Ciência & Educação, v. 17, n. 4, p. 975-986, 2011.

ARAUJO, K. D. Análise da vegetação e organismos edáficos em áreas de caatinga sob pastejo e aspectos socioeconômicos e ambientais de São João do Cariri-PB. 151 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) Universidade Federal de Campina Grande, PB, 2010.

Byrsonima in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.Disponível em: . Acesso em: 09 de julho de 2019.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias. Embrapa de Informação Tecnológica. Disponível em: . Acesso em: 07 de julho de 2019.

EMBRAPA – Brasileira de Pesquisas Agropecuárias. Levantamento de reconhecimento de baixa e média intensidade dos solos do Estado de Alagoas. 1. ed. Recife: Embrapa Solos, 2012. (Boletim Técnico).

LIRA, E. dos S. Análise espaço-temporal da estrutura e fenologia da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss em área de Caatinga no Semiárido Alagoano. 93 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Federal de Alagoas, AL, 2016.

MASCARENHAS, J. de C.; BELTRÃO, B. A., SOUZA JUNIOR, L. C. de. Projeto cadastro de fontes de abastecimento por água subterrânea: diagnóstico do município de Olho D’ Água do Casado, estado de Alagoas. Recife: CPRM/PRODEEM, 2005.

PEEL, M. C.; FINLAYSON, B. L.; McMAHON, T. A. Updated world map of the Köppen-Geiger climate classification. Hydrology and Earth System Sciences, v. 11, n. 5, p. 1633-1644, 2007.

PRADO, E. C. As Caatingas da América do Sul. In: LEAL, I.R.; TABARELLI, M.; SILVA, J. M. C. da Ecologia e Conservação da Caatinga. Recife: Editora Universitária da UEPE, pp. 23-46, 2003.

RODRIGUES, R. R. Análise estrutural das formações florestais ripárias. In: I SIMPÓSIO SOBRE MATA CILIAR, 1, 1989. Campinas. Anais... Campinas: Fundação Cargill, 1989. p. 99-119.

SANTANA, J. A da S; SOUTO, J. S. Produção de Serapilheira na Caatinga da região semiárida do Rio Grande do Norte, Brasil. Idesia, v. 29, n. 2, p. 87-94, 2011.

SANTANA, J. A. da S. Estrutura fitossociológica, produção de serapilheira e ciclagem de nutrientes em uma área de Caatinga no Seridó do Rio Grande do Norte. 184 f. Tese (Doutorado em Agronomia), Universidade Federal da Paraíba, PB, 2005.

SANTOS, E. M. da C. et al. 2018. Caracterização física dos frutos e sementes da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss no Semiárido Alagoano. Caminhos de Geografia, v. 19, n. 68, p. 36-45, 2018.

SANTOS, É. M. da C. Importância socioeconômica da espécie Byrsonima gardneriana A. Juss (Murici) como alternativa de renda complementar para a população do semiárido Alagoano. 140 f. Dissertação (Mestrado em Geografia), Universidade Federal de Alagoas, AL, 2016.

SANTOS, D. S. dos; JERÔNIMO, C. E. de M. Levantamento florístico do município de Pedra Preta-RN: subsídios para empreendimentos futuros. Revista do Centro de Ciências Naturais e Exatas, Santa Maria, v. 15, n. 15, p. 2925-2934, 2013.

SOUZA, M. A. et al. Characterization and potential use of Caatinga vegetal resources in Alagoas, Brazil. In: AGUILERA, J. G.; ZUFFO, A. M. Ensaios nas ciências agrárias e ambientais 2. Ponta Grossa: Atena Editora, pp. 149-160, 2019.

SOUZA, M. A. Fitossociologia em áreas de caatinga e conhecimento etnobotânico do murici (Byrsonima gardneriana A. Juss.), Semiárido Alagoano. 88 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia), Universidade Federal da Paraíba, PB, 2011.

UFCG – UNIVERSIDADE FEDRAL DE CAMPINA GRANDE. Dados climatológicos do Estado de Alagoas. Campina Grande: UFCG-CTRN, 2014. Disponível em: Acesso em: 10 de julho de 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.