Macrofauna invertebrada presente no compartimento serapilheira, em Maceió, Alagoas

CARLOS AUGUSTO ROCHA DA SILVA, Renato Wilian Santos de Lima, Delane dos Santos Dias, Elba dos Santos Lira, Kallianna Dantas Araujo

Resumo


A serapilheira do solo é composta pela camada superficial formada pelo material remanescente vegetal como folha, galhos, estrutura reprodutiva e miscelânea (fezes, resto de animais e outros), esse material serve de alimento para os organismos da macrofauna, os quais são importantes indicadores da qualidade do solo, pois promove a redistribuição de nutrientes e de matéria orgânica, são visíveis a olho nu e tem comprimento ≥ 2,0 mm. O objetivo foi avaliar a macrofauna invertebrada no compartimento serapilheira em três ambientes conservado, em transição e alterado, em Maceió, Alagoas. A coleta foi feita em agosto de 2018, em 10 pontos por área utilizando uma moldura de ferro com dimensões de 0,5 x 0,5 m, perfazendo uma área de 0,25 m2 lançada aleatoriamente. O material coletado foi acondicionado em sacos plásticos e feita a triagem separando os organismos da serapilheira identificados a nível de grupo taxonômico. Foram avaliados a abundância, riqueza, além da diversidade e uniformidade pelos índices de Shannon e Pielou. A área conservada apresenta maior riqueza e abundância de organismos edáficos presentes na serapilheira, atribuído à grande disponibilidade de alimentos e abrigo; A família Formicidae pertencentes ao grupo dos Insetos Sociais (IS) é a mais abundante independente das áreas estudadas.

Palavras-chave


Organismos edáficos, material vegetal remanescente, indicadores de qualidade do solo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, E. Z. de.; DIEHL, E. Análise faunística das formigas epígeas (Hymenoptera: Formicidae) em campo nativo no Planalto das Araucárias, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Entomologia, São Leopoldo, v. 53, n. 3p. 398-403, set. 2009.

GIRACCA, E. M. N. et al. Levantamento da meso e macrofauna do solo na microbacia de Arroio Lino, Agudo.RS. Revista Brasileira Agrociências, Pelotas, v. 9, n.3, p. 257-261, jul./set. 2003.

KLENK, L. A. Macrofauna invertebrada edáfica em pastagem com pastoreio rotativo sob diferentes preparos orgânicos em condições subtropicais no Sul do Brasil. 2010. 54 f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo)–Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2010.

LIMA, B. M. Áreas de proteção permanente – APPs em Maceió: do ideário conservacionista aos usos sócioambientais das zonas de interesses ambiental e paisagístico. 2009. 140 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo)-Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2009.

.

MACHADO, R. de C. de M. Interação inseto-planta e suas implicações no manejo integrado de pragas. 2009. 53 f. (Especialização em Agronomia), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

PODGAISKI, et al. Araneofauna (Arachnida; Araneae) do Parque Estadual do Turvo, Rio Grande do Sul, Brasil. Biota Neotrópica. Porto Alegres, v. 7, n. 2, p. 197-212, maio, 2007

SANTOS, C. J. et al. Avaliação da fauna edáfica sob cultivo de pessegueiro agroecológico, convencional e vegetação nativa. In: XIV JORNADA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA-CONGREGA URCAMP, 14, 2017, Bagé. Anais... Bagé: URCAMP, 2017. p. 712-727.

SOUZA, M. A. Fitossociologia em áreas de caatinga e conhecimento etnobotânico do murici (Byrsonima gardneriana A. Juss.), Semiárido Alagoano. 2011. 88 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia)-Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2011.

SILVA, T. F.M.et al. Caracterização morfoagronômica de frutos de uxizeiros de diferentes procedências do estado do Pará. In: I CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HORTICULTURA, 1, 2018, Lisboa. Anais... Lisboa: Associação Portuguesa de Horticultura, 2018, p. 7-14.

SILVA, et al. Fauna edáfica em área periodicamente inundável a restinga da Marambaia, RJ. Revista Brasileira de Ciência do Solo Viçosa, v. 37, n. 3, p. 587-595, maio/jun. 2013.

SILVA, R. F. da et al. Macrofauna invertebrada do solo sob diferentes sistemas de produção em Latossolo da região do Cerrado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 4, p. 697-704, abr. 2006.

TRIPLEHORN, C. A.; JONNSON, N. F. Estudo dos insetos. 7. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011. 809 p.

VELÁSQUEZ, E. et al. Soil macrofauna mediated impacts of plant species composition on soil functioning in Amazonian pastures. Applied Soil Ecology, Amesterdã, v. 56, n. 1, p. 43-50, mai. 2012

WIKIPARQUES. Parque Municipal de Maceió. Disponível em: . Acesso em: 25 de mar. 2018. 12:50:00.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.