Comportamento da degradação de compósitos produzidos em pó de coco colonizados por Pleurotus spp.

Leonel Bismarck Belo Pereira, Maxwell Paca Matos, David Patrick Almeida Correia, Michele Santos de Jesus, Juan Lopes Teixeira, Francisco Sandro Rodrigues Holanda, Regina Helena Marino

Resumo


Os compósitos fúngicos são considerados como uma alternativa ao poliestireno
expandido, mas não foram encontrados relatos sobre a degradação destes produzidos em resíduos vegetais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a degradação de compósitos à base de pó de coco colonizados por isolados de Pleurotus spp. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente ao acaso em esquema fatorial de 3 x 3, correspondente a três tratamentos (controle – isopor®; e dois compósitos à base de pó de coco suplementado com 40% de farelo de trigo e colonizados pelos isolados fúngicos: Pleurotus ostreatus: POS W e P. ostreatoroseus: POS SP1) cultivados por três períodos (15, 30 e 45 dias após total colonização do substrato) com três repetições. A degradação foi avaliada durante 33 dias. O isopor® não apresentou variação significativa na massa durante o período de avaliação. A partir do 19º dia de avaliação houve redução da massa de todos os compósitos fúngicos, mas apenas o POS W-30d apresentou 100% de degradação após 33 dias de avaliação. Os compósitos fúngicos produzidos em pó de coco suplementado com farelo de trigo são biodegradáveis, mas o período de cultivo e o isolado fúngico podem influenciar na degradação
do compósito.


Palavras-chave


Ciclagem de nutrientes; perda de massa; isopor®; fungos de podridão branca

Texto completo:

PDF

Referências


BARNETT, H. L.; HUNTER, B. B. Illustrated genera of imperfect fungi. 4a. ed. Ohio: Amer Phytopathological Society. 1998. 234p.

BORGES, E.; GONÇALVES JUNIOR, E. L.; ALMEIDA, I. M. F. Isopedra, suas características físicas ante ao EPS-Poliestireno expandido. Revista Científica de Ciências Aplicadas, v.4, n.7, p.66-77, 2017.

CARR. L. G. Desenvolvimento de embalagem biodegradável tipo espuma a partir de fécula de mandioca. 2007. Doutorado em Engenharia. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. São Paulo, 107p. 2007.

ESPINOSA-VALDEMAR, R.; VASQUES-MORILLAS, A.; OJEDA-BENITEZ, S.; ARANGO-ESCORCIA, G.; CABRERA-ELIZALDE, S.; QUECHOLAC-PINA, X.; VELASCO-PEREZ, M.; SOTELO-NAVARRO, P. Assessment of gardening wastes as a co-substrate for diapers degradation by the fungus Pleurotus ostreatus. Sustainability, v.7, n.5, p.6033-6045, 2015.

FONTALVO, J. A. L.; LÓPEZ, L. S. C.; PERTUZ, K. I. G.; BORGA, I. M. R. Effecto de resíduos agroforestales parcialmente biodegradados por Pleurotus ostreatus (Pleurotaceae) sobre el desarrollo de plântulas de tomate. Acta Biológica Colombiana, v.18, n.2, p.365-374, 2013.

GAO, W.; LIANG, J.; PIZZUL, L.; FENG, X. M.; ZHANG, K.; CASTILO, M. D. P. Evaluation of spent mushroom substrate as substitute of peat in Chinese biobeds. International Biodeterioration & Biodegradation, v.98, n.1, p.107-113, 2015.

HANEEF, M.; CESERACCIU, L.; CANALE, C.; BAYER, I. S.; HEREDIA-GUERRERO, J. A.; ATHANASSIOU, A. Advanced materials from fungal mycelium: fabrication and tuning of physical properties. Scientific Reports, v.7, n.1, p.1-11, 2017.

MATOS, M. P.; TEIXEIRA, J. L.; NASCIMENTO, B. L.; GRIZA, S.; HOLANDA, F. S. R.; MARINO, R. H. Production of biocomposites from the reuse of coconut powder colonized by Shiitake mushroom. Revista Ciência e Agrotecnologia, v.43, n.1, p.1-10, 2019.

MENEZES, C. R.; BARRETO, A. R. Biodegradação de resíduos lignocelulósicos por fungos basidiomicetos: caracterização dos resíduos e estudo do complexo enzimático fúngico. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.19, n.2, p.1365-1391, 2015.

MENG, L.; LI, W.; ZHANG, S.; WU, C.; LV, L. Feasibility of co-composting of sewage sludge spent mushroom substrate and wheat straw. Bioresource Technology, v.226, n.1, p.39, 45, 2017.

SILVA, A. S. C. Parâmetros industriais para produção de Pleurotus ostreatus. 136f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas), Universidade Estadual Paulista, SP, 2016.

SILVA, K. M. D.; REZENDE, L. C. S. H.; SILVA, C. A.; BERGAMASCO, R.; GONÇALVEZ, D. S. Caracterização físico-química da fibra de coco verde para adsorção de metais pesados em efluente de indústria de tintas. Engevista, v.15, n.1, p. 43-50, 2013.

SOUZA, L. M.; ASSIS, C. D. Placas para alvenaria de vedação com uso de espuma de poliestireno expandido (EPS). Revista do Centro do Ciências Naturais e Exatas, v.18, n.2, p.865-873, 2014.

TEIXEIRA, J. L.; MATOS, M. P.; NASCIMENTO, B. L.; GRIZA, S.; HOLANDA, F. S. R.; MARINO, R. H. Production and mechanical evaluation of biodegradable composites by white rot fungi. Revista Ciência e Agrotecnologia, v.42, n.6, p.676-684, 2019.

WYCISZKIEWICZ, M.; SAEID, A.; SAMORAJ, M.; CHOJNAKA, K. Solid-state solubilization of bones by B. megaterium in spent mushroom substrate as a medium for a phosphate enriched substrate. Journal of Chemical Tecnology and Biotechnology, v.92, n.6, p.1397-1406, 2017.

XIE, C.; GONG, W.; YAN, L.; ZHU, Z.; HU, Z.; PENG, Y. Biodegradation of ramie stalk by Flammulina velutipes: mushroom production and substrate utilization. AMB Express, v.7, n.1, p.1-8, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.