DESENVOLVIMENTO DA ALFACE SUBMETIDA A DIFERENTES DOSES DE URINA DE VACA

Patricia da Silva Santos, Fabrício Charles Barbosa Clark, Reinaldo de Alencar Paes, Lígia Sampaio Reis, Adriana Guimarães Duarte, Lucas dos Santos Medeiros, Sara Camylla de Moura Assis, Wesley Oliveira de Assis

Resumo


O presente trabalho objetivou avaliar o desenvolvimento e a produção da alface (Lactuca sativa L., asteracea), submetidas a quatro diferentes doses de urina de vaca, cultivadas em vasos. O experimento foi conduzido no Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal de Alagoas, entre os meses de agosto e outubro de 2017. Foi avaliado a alface em doses testadas (0mL, 5mL, 10mL e 15mL). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. Foram avaliadas as seguintes características agronômicas: número de folhas (NF), altura de plantas (AP), massa fresca da parte aérea (MFPA) e massa seca da parte aérea (MSPA). As variáveis: número de folhas e altura de planta foram avaliadas em sete épocas (07, 14, 21, 28, 35, 42 e 49 dias após o transplantio – DAT). Verificou-se que a crescente aplicação de doses urina de vaca, até a dose máxima, aumentou os valores de NF, AP, MFPA e MSPA, sendo seu uso eficiente no cultivo de alface.

Palavras-chave


Lactuca sativa L., Adubação orgânica, Hortaliça Folhosa.

Texto completo:

PDF

Referências


ABCSEM – Associação Brasileira de Comércio de Sementes e Mudas. Projeto para o levantamento dos dados socioeconômicos da cadeia produtiva de hortaliças no Brasil, 2012. Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM). Disponível em . Acesso em: 20 de Abril de 2018.

ARAÚJO, T. S.; FILHO, J. F.; KUAR, K. K.; RAO, T. V. R. Crescimento da alface-americana em função dos ambientes, épocas e graus-dias. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 5, n. 4, p. 441-449, 2010.

FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura: agrotecnologia moderna produção e comercialização de hortaliças. 3.ed. Viçosa, MG: UFV, 2008. 421p.

GADELHA, R.S.S.; CELESTINO, R.C.A.; SHIMOYA, A. Efeito da urina de vaca na produtividade do abacaxi. Pesquisa Agropecuária & Desenvolvimento Sustentável, v.1, p.91-95, 2002.

GADELHA, R.S.S.; CELESTINO, R.C.A.; SHIMOYA, A. Efeito da utilização de urina de vaca na produção da alface. Pesquisa Agropecuária & Desenvolvimento Sustentável, v.1, p.179-182, 2003.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo agropecuário 2006, Rio de Janeiro: IBGE, 2006. 777p.

LOPES, C.A.; Quezado-Duval, A.M. Doenças da alface. Circular Técnica Embrapa Hortaliças, n.4, p.1-18, 1998.

SANTANA, C. T. C. SANTI, A. DALLACORT, R. SANTOS, M. L. Desempenho de cultivares de alface americana em resposta a diferentes doses de torta de filtro. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 43, n. 1, p. 22-29, 2012.

SANTOS, R.H.S., DA SILVA, F., CASALI, V.W.D., CONDE, A.R. 2001. Efeito residual da adubação com composto orgânico sobre o crescimento e produção de alface. Pesquisa agropecuária brasileira, Brasília, v. 36, n. 11, p. 1395-1398, nov. 2001.

SEGOVIA, J.F.O.; ANDRIOLO, J.L; BURIOL, G.A.; SCHNEIDER, F.M. Comparação do crescimento e desenvolvimento da alface (Lactuca sativa L.) no interior e no exterior de uma estufa de polietileno em Santa Maria, RS. Ciência Rural, Santa Maria, v.27, n.1, p. 37-41, 1997.

SILVA, E.S.; SANTI, A.; DALLACORT, R.; SCARAMUZZA, J.F.; MARCO, K.; FENNER, W. Adubação complementar com torta de filtro em alface americana. Acta Iguazu. v. 2, n. suplemento, p. 11-21, 2013.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.