AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS FOTOSSINTÉTICOS NA FASE DE FLORESCIMENTO DO MILHO EM DIFERENTES ESPAÇAMENTOS

Misael Soares

Resumo


Este trabalho teve como objetivo estudar as respostas fisiológicas do milho em
diferentes espaçamentos entre linhas. Foram utilizados dois híbridos e espaçamentos de
0,4 m, 0,6 m e 0,8 m entre linhas. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados
(DBC), com quatro repetições e seis tratamentos distribuídos em sistema fatorial 2 x 3.
Os parâmetros fotossintéticos avaliados foram: taxa fotossintética, transpiração,
temperatura da folha, condutância estomática, concentração interna de CO2 na folha.
Considerando as condições realizadas neste trabalho, pôde-se concluir que os
espaçamentos de 40 cm entre as linhas no espaçamento de 40, 60 ou 80 cm entre as
linhas. O espaçamento entre linhas afeta de forma pouco drástica a condutância
estomática, a concentração de carbono interno, temperatura das folhas, taxa de
transpiração e taxa fotossintética em ambos os híbridos de milho. Este estudo reforça a
importância da continuidade da pesquisa, sendo necessário realizar avalições da cultura
do milho em dois ou mais ciclos para se obter melhores respostas fisiológicas do milho
com espaçamento.

Texto completo:

PDF

Referências


BIANCHI, et al. Condutância da folha em milho cultivado em plantio direito e

convencional em diferentes disponibilidades hídricas, Ciência Rural, Santa Maria,

v.37, n.2, p.315 -322, mar - abr, 2007.

CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento de safra

brasileira. Grãos. Safra 2016/2017. Monitoramento agrícola. Brasília, v.4, p. 1-162.

DA SILVA, C. B. et al. Trocas gasosas do milho verde sobmetido a diferentes

lâminas de irrigação e doses de nitrogênio. XXVI CONIRD – Congresso Nacional De

Irrigação E Drenagem, 2017.

DE OLIVEIRA, T. M.; FERREIRA, R. R. Transpiração das plantas e sua relação

com a temperatura. CIPEEX, v. 2, p. 290-297, 2018.

GALON, L. et al. Influência de herbicidas na atividade fotossintética de genótipos de

cana-de-açúcar. Planta Daninha, v. 28, n. 3, p. 591-597, 2010.

JACOMINI, G. Balanço hídrico, acúmulo de graus dias e produtividade potencial,

atingível e real da cultura do milho (Zea mays). 2018.

KLAR, .S.R Transpiração. In: KLAR, .S.R. A água no sistema solo-planta-atmosfera.

São Paulo: Nobel, 1984. p. 347-385.

LIU, Y. et al. Maize leaf temperature responses to drought: Thermal imaging and

quantitative trait loci (QTL) mapping. Environmental and Experimental Botany,

v.71, p.158-165, 2011.

SILVA, Maiara Tatiane Lima. Avaliação de métodos de estimativa da

evapotranspiração de referência para a região do vale do São Francisco. 2019.

Trabalho de Conclusão de Curso. Brasil.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 5.ed. Porto Alegre: Artmed, 918 p. 2013.

VIEIRA JÚNIOR, P.A. et al. Relações entre o potencial e a temperatura da folha de

plantas de milho e sorgo submetidas a estresse hídrico. Acta Sci. Agron, v.29, n.4,

p.555-561, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.