GEOTECNOLOGIAS AUXILIANDO NO PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS DO MUNICÍPIO DE TACIMA-PB

Bilac Oliveira

Resumo


A escassez de água está associada a vários fatores, um deles é a falta de planejamento e
gerenciamento dos reservatórios hídricos. Sendo assim, o trabalho tem como objetivo
identificar os principais corpos d’água existentes no município de Tacima-PB, bem
como produzir os mapas hidrográfico e hipsométrico, para que estes possam auxiliar
numa melhor manutenção dos reservatórios já existentes e no planejamento e
gerenciamento de novos a serem construídos, possibilitando um aumento e melhor
distribuição no número de mananciais no território tacimense, priorizando as
localidades de menor disponibilidade hídrica e de maior potencial produtivo, assim,
consequentemente mitigando os efeitos da escassez hídrica. Para sua realização os
dados geográficos matriciais (imagem SRTM e MDT) e vetoriais (limite municipal,
hidrografia, açudagem e altitude/declividade) foram geoprocessados no QGIS,
utilizando o DATUM SISRGAS 200, zona 25S. A identificação dos principais
reservatórios foi realizada in loco e o geoprocessamento e a confecção dos mapas foram
realizadas no LabTGeo do CCA/UFPB. O mapeamento hidrográfico identificou
aproximadamente 38 corpos d’água utilizados na agropecuária e abastecimento humano.
Já o relevo variou de 22m a cotas superiores a 200m. Além disso, o mapa hipsométrico,
aliado a um estudo ambiental, pode facilitar não só o gerenciamento, mas,
principalmente o planejamento para construção de novos corpos d’água superficiais.
Esse estudo possibilitou ratificar que a utilização de geotecnologias foi eficiente na
produção dos mapas de hidrografia e hipsometria do município de Tacima-PB.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARES, C.A., STAPE, J.L., SENTELHAS, P.C., GONÇALVES, J.L.M.;

SPAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische

Zeitschrift, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013.

DANTAS, J.C., Gestão da água, Gestão da seca: A centralidade do açude no

Gerenciamento dos Recursos do Semiárido. Paraíba, Brasil. 2018. 135 p.

Dissertação (Pós-Graduação em Geografia/Mestrado) – Universidade Federal da

Paraíba, João Pessoa, p.19-20, 2018.

IBGE, Censo Demográfico, 2010.

IBGE, Censo Agropecuário, 2017.

SILVA, B. A.; DANZER, M.; MARTINS, V. M.; HAYAKAWA, E. H. Mapeamento

geoambiental do alto curso da bacia hidrográfica do Córrego Quatro Pontes - PR.

Perspectiva Geográfica, v.9, 2016, p.1 16.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.