INFLUÊNCIA DA CALAGEM NO NÚMERO DE ENTRENÓS DE DUAS VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR NO BREJO PARAÍBANO

Luiz da Silva

Resumo


A cana-de-açúcar é uma importante cultura agrícola para Brasil, sendo o país o maior
produtor de açúcar e etanol do mundo. A calagem é uma prática necessária para a
correção da acidez do solo, levando ao melhor desempenho produtivo das culturas,
como a cana-de-açúcar. Nesse âmbito, o presente trabalho objetivou avaliar a influência
do uso da calagem no número de entrenós de duas variedades de cana-de-açúcar nas
condições do Brejo Paraibano. O trabalho foi realizado na área experimental Chã de
Jardim do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba. O
experimento foi conduzido em delineamento experimental de blocos casualizados com 4
tratamentos, em parcela subdividida 2 x 2, em que as duas variedades foram submetidos
a aplicação ou não de calcário, em quatro repetições. A parcela foi constituída pelo fator
calcário e a subparcela constituída pelo fator variedade. Foi mensurado o número de
entrenós das 05 plantas da parcela, sendo contado cada entrenó da base do colmo até o
início do palmito. O número de entrenós para as variedades RB93509 e SP79-1011
foram de 9,5 e 8,6, respectivamente, valores estes superiores aos tratamentos na
ausência de calagem. A aplicação de calcário é benéfica para o desenvolvimento da
cultura. Logo, está prática deve ser estimulada e difundida nas condições do Brejo
paraibano para o alcance de produtividades satisfatórias.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. C. S.; SOUZA, J. L.; TEODORO, I.; BARBOSA, G. V. S.; MOURA

FILHO, G.; FERREIRA JÚNIOR, R. A. Desenvolvimento vegetativo e produção de

variedades de cana-de-açúcar em relação à disponibilidade hídrica e unidades térmicas.

Ciência e Agrotecnologia, v. 32, n. 5, p. 1441-1448, 2008.

ALMEIDA, L. J. M. D. Calagem e adaptação de genótipos de Saccharum

officinarum no brejo paraibano. 2018. 44 p. Trabalho de Conclusão de Curso

(Graduação em Agronomia) –Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2018.

ALOVISI, A. M. T.; AGUIAR, G. C. R.; ALOVISI, A. A.; GOMES, C. F.; TOKURA,

L. K.; LOURENTE, E. R. P.; SILVA, R. S. Efeito residual da aplicação de silicato de

cálcio nos atributos químicos do solo e na produtividade da cana-soca. Agrarian, v. 11,

n. 40, p. 150-158, 2018.

ARAÚJO, R. M. Caracterização morfológica e resposta às condições

agrometeorológicas da cana-de-açúcar para o ambiente de clima temperado. 2016.

p. Dissertação de Mestrado (Mestrado Profissional). Universidade Federal de

Pelotas, Pelotas, 2016.

CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento. Acompanhamento da safra

brasileira de cana-de-açúcar, v. 6 - Safra 2019/20, n.2 - Segundo levantamento, ago.

de 2019. Disponível em: www.conab.gov.br. Acesso em agosto de 2019.

COSTA, J. R. R. D.; SILVA, R. T. D. pH do solo, estado nutricional e produtividade

do milho sob plantio direto em função de calagem e gessagem. 2019. 30 p. Trabalho

de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) – Universidade Federal Rural da

Amazônia, Belém, 2018.

FERREIRA, R.; AMARAL, E. F.; COSTA, F. D. S.; OLIVEIRA, T. K. Calagem do

solo e adubação no estado do Acre: uso atual e perspectivas futuras. Embrapa Acre-

Documentos (INFOTECA-E), 2015.

SOUZA, M. S. X. D. A. Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de cana-de-

açúcar nos estados de Goiás e Minas Gerais pelo método GGEbiplot. 2015, 13 p.

Tese de Doutorado. Dissertação de Mestrado (Mestrado Profissional) – Universidade

Federal de Lavras, Lavras, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Craibeiras de Agroecologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.