A a visão da neuropsicologia diante do distúrbio de memória em portadores de epilepsia

Mariana Leite da Silva, Egnaldo Manoel da Silva, Annyele Ramoni Guedes Souto, Maxsuel Oliveira de Souza, Vanina Papini Góes Teixeira

Resumo


Introdução: a epilepsia é uma doença crônica que tem maior ocorrência na infância e adolescência, é caracterizada por demonstrar modificações no funcionamento do cérebro. Os portadores da enfermidade apontam por meio dos fatores epileptogênicos, déficits nas funções cognitivas que conduzem em modificações e alterações na memória. Dessa forma, a Neuropsicologia tem como foco a análise e avaliação a partir dos instrumentos neuropsicológicos (testes), que averiguam as estruturas e o funcionamento cerebral do portador. Objetivo: revisar as produções cientificas acerca da neuropsicologia, distúrbio de memória e epilepsia. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo de revisão de literatura na base de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO), com os seguintes descritores: Neuropsicologia, Epilepsia e Memória com diferentes combinações, utilizando o operador booleano AND. Tendo como critérios de inclusão definidos para seleção dos artigos: artigos que estejam disponíveis na íntegra online, nos anos de 2011 a 2016, artigos publicados em português e inglês. Critérios de exclusão: capítulos de livros, teses, dissertações, editoriais, relatos de casos informais, artigos que não disponibilizem o texto completo online e gratuito, artigos publicados e duplicados em outras bases de dados e que estejam fora do espaço temporal preconizado pela pesquisa. Resultados e discussões: foram encontrados 12 (doze) artigos científicos, excluíram-se 07 (sete) artigos científicos que não apresentaram relevância a pergunta da pesquisa, incluíram-se 05 (cinco) artigos científicos que apresentaram relevância a temática. Os dados obtidos na avaliação neuropsicológica demonstram que lesões no lobo temporal direito resultam em distúrbios de memória visual, enquanto no lobo temporal esquerdo os prejuízos ocorrem na memória verbal. Conclusão: constatou-se a presença de distúrbios de memória em pacientes com epilepsia no lobo temporal de ambos os hemisférios. Os portadores de lesão no lobo temporal esquerdo, tem como o principal prejuízo déficits na memória verbal e em casos de lesão no lobo temporal direito ocorre a diminuição da memória visual. Entretanto, os distúrbios de memória ocorrem com mais frequência quando a patologia é encontrada em ambos lobos temporais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Gep News