Brasilidade romântico-revolucionária: o Cinema Novo e a busca da identidade nacional

José Guibson Delgado Dantas

Resumo


Neste trabalho, é apresentado um olhar sobre a configuração do cinema brasileiro nos anos 1960. Para tanto, esse olhar é construído a partir da observação dos desdobramentos do sentimento de brasilidade romântico-revolucionária forjado e compartilhado pelos meios artísticos e culturais em voga à época, mais especificamente, pelos integrantes do Cinema Novo. Nesse sentido, é analisada a imbricação entre processos estético-cultural e políticosocial e a correlata busca pela identidade nacional no cinema.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.