CISTO ODONTOGÊNICO CALCIFICANTE: REVISÃO DA LITERATURA

Kelly de Moura Ferreira, Yasmin Lima Nascimento, Hérickson de Oliveira Nascimento, Suellen Fernandes Santana, José de Amorim Lisboa Neto

Resumo


O Cisto Odontogênico Calcificante (COC) é uma lesão classificada como cisto de desenvolvimento, supostamente derivado dos restos de Serres, tratando-se de uma lesão relativamente incomum. O COC foi descrito pela primeira vez em 1962 por Gorlin et al, e desde então, a lesão tem ganhado variadas terminologias com o objetivo de adequar as suas características histológicas ao comportamento biológico. A lesão apresenta comportamento clínico, radiográfico e histopatológico bastante variado, aumentando ainda mais a discrepância na definição da lesão cística e das variantes neoplásicas. Devido à variabilidade do comportamento, a OMS havia classificado como tumor até 2005, reclassificando-o como cisto em 2016. Diante disso, é de grande importância que se reconheça as características principais do COC para que se possam estabelecer diagnósticos corretos mesmo diante de suas variações. O presente estudo objetivou realizar uma revisão de literatura que auxiliasse na melhor elucidação da lesão referida, sendo utilizadas as bases de dados Pub Med e Scielo, com trabalhos datados de 2012 a 2017. O COC é predominantemente assintomático, afetando igualmente maxila e mandíbula, com predileção pelos segmentos anteriores, e média de idade de acometimento de 33 anos. Trata-se de uma lesão com predomínio intraósseo, se apresentando radiograficamente na maioria dos casos como uma radiolucência unilocular bem definida, com estruturas radiopacas irregulares em seu interior. Diversos casos de COC estão associados a outros cistos odontogênicos, a exemplo dos odontomas. Histologicamente, apresenta um epitélio com uma camada basal de células colunares e uma camada superior arranjada semelhante ao retículo estrelado do órgão do esmalte, com presença significativa de células fantasmas, que podem se juntar e formar aglomerados amorfos. A determinação da lesão de COC é controversa devido à heterogeneidade de seu comportamento, requisitando do profissional observação patológica criteriosa para o perfeito diagnóstico e tratamento correto.


Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.