PREDITORES DA DISGEUSIA EM PACIENTES SUBMETIDOS AO TRATAMENTO DE CÂNCER CABEÇA E PESCOÇO: REVISÃO DE LITERATURA

Érika Priscila Santos Melo, Ana Beatriz Fernandes da Silva Monteiro, Íris Marília Alves da Silva, Marcos Paulo Santana de Oliveira, Kelly de Moura Ferreira, José de Amorim Lisboa Neto, Camila Maria Beder Ribeiro Girish Panjwani

Resumo


A disgeusia é caracterizada pela distorção ou diminuição do paladar, resultando na dificuldade do reconhecimento dos sabores doces, salgados, amargos, azedos e umamis, dos alimentos. Essa condição é vista, frequentemente, em pacientes que estão realizando tratamento para o câncer, devido ao efeito direto da quimioterapia e da radiação nos corpúsculos gustativos, e da redução do fluxo salivar. O presente estudo tem por objetivo analisar os preditores locais da disgeusia, em pacientes submetidos ao tratamento de câncer cabeça e pescoço, e suas possíveis causas. Foram realizadas buscas de artigos indexados nas bases dados: SciELO, PubMed, e LILACS, entre os anos de 1998 e 2018, presentes na língua inglesa. Várias complicações após o tratamento de câncer cabeça e pescoço podem ocasionar diminuição ou perda do sentido do paladar (disgeusia), como: danos neuroepiteliais, mudança das fibras C e A delta na sensibilidade da mucosa, danos na via de secreção da saliva e mucosite. Portanto fica evidente a inter-relação da terapia contra o câncer cabeça e pescoço e a perda/dimuição do paladar, conclui-se ainda que os estudos que falam efetivamente sobre o tema são escassos, e que há a necessidade de mais pesquisas, para que possam ser desenvolvidas técnicas que diminuam as consequências da disgeusia nesses pacientes.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.