USO DE rhBMP-2 COMO TERAPIA EM PACIENTES COM OSTEONECROSE INDUZIDA POR MEDICAMENTOS

Marcus Vinicius Silva Weigel Gomes, Yasmin Lima Nascimento, Elenisa Glaucia Ferreira dos Santos, Fernando José Camello de Lima, Thiago da Silva Torres

Resumo


De acordo com a American Association of Oral and Maxillofacial Surgeons (AAOMS), a osteonecrose (ON) induzida por medicamentos é caracterizada pela exposição óssea através de fístulas intra/extraorais na região maxilar ou mandibular, persistindo por mais de oito semanas em pacientes que utilizaram drogas antirreabsortivas e antiangiogênicas sem tratamento radioterápico. Bisfosfonatos são medicamentos utilizados em pacientes com osteoporose ou como auxiliar no tratamento de doenças malignas. O uso desses medicamentos, associados a microtraumas e infecções, são tidos como provável etiologia de ON. Seu tratamento varia desde o uso de antissépticos orais e antibióticos, à sequestrectomia de restos ósseos necróticos. Neste último, o uso concomitante de proteínas morfogenéticas ósseas vem sendo utilizado para potencializar a formação e o reparo ósseo no sítio da lesão. Este trabalho tem como objetivo fazer uma revisão de literatura sobre a capacidade de indução da regeneração óssea da BMP-2 recombinante humana em pacientes com osteonecrose induzida por medicamentos. Nas bases de dados PubMed, LILACS, ScienceDirect e SCOPUS, foram pesquisados os descritores bone morphogenetic protein e osteonecrosis of the jaws, resultando em 137 artigos. Após aplicação de critérios de inclusão e exclusão pré-estabelecidos, 5 artigos foram selecionados. A análise da literatura exibiu prevalência de osteonecrose em mulheres com osteoporose que fizeram uso de bisfosfonatos ou outras drogas antirreabsortivas, seguido de pacientes que fizeram uso dessas drogas em casos de doenças malignas e metástases. O Alendronato foi o principal fármaco utilizado, sendo extrações dentárias o principal fator de risco associado, principalmente em mandíbulas. O uso de rhBMP-2 com membrana de colágeno e/ou PRF (fibrina rica em plaquetas) foi feito após remoção de tecido necrosado. Os resultados expostos e o tempo de recuperação dos pacientes mostraram-se promissores com relação ao uso de rhBMP-2 para acelerar o processo de cicatrização e neoformação óssea nos pacientes.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.