HPV E O CÂNCER ORAL: UMA REVISÃO SOBRE O PAPEL DO HPV COMO FATOR DE RISCO PARA O CARCINOMA ORAL

Pedro Vitor Araújo Mendonça Lins, Matheus Tabosa Borba, Mariana Magda dos Santos Melo, Gyulia Machado Lisboa Rabelo, Camila Maria Beder Ribeiro Girish Panjwani

Resumo


O câncer oral é uma neoplasia maligna nos tecidos da cavidade oral. Possui uma estimativa de cerca de 450.000 casos no mundo. A sobrevida está relacionada à fatores biológicos e socioeconômicos. O tipo mais comum é o carcinoma de células escamosas. Os principais fatores de risco do câncer de boca são o tabagismo e alcoolismo. Porém, há pesquisas demonstrando a relação entre o HPV e a prevalência do câncer oral. O objetivo desse estudo foi elucidar informações que atestem a possível relação causal da presença HPV como fator indutor de carcinogênese oral. Foram realizadas buscas de artigos científicos indexados nas bases de dados: Google acadêmico e PubMed, por meio das palavras chaves: câncer oral, HPV, papilomavírus humano e carcinoma de células escamosas. Como critério de inclusão: foram incluídos os que abordassem a relação causa-consequência entre HPV e o câncer oral. O Papilomavírus Humano (HPV) é a mais comum infecção sexualmente transmissível do mundo. Seu fator carcinogênico é bem conhecido, sobretudo nas regiões genital e anal. Trata-se de um vírus não envelopado, icosaédrico. Tendo a pele e mucosa como sítios principais de infecção. Já foram identificados mais de 170 tipos de vírus do HPV espécie-específicos, nem todos patogênicos para o ser humano. Os tipos de HPV 1, 2 e 4 causam, geralmente, lesões benignas em mãos e pés. Os tipos 6 e 11 causam verrugas genitais e os tipos 16 e 18 são encontrados em neoplasias intraepitelais cervicais (NIC). Na carcinogênese oral, estuda-se a influência dos tipos 6, 11, 16 e 18. Esses quatro tipos já foram encontrados na mucosa saudável oral em casos de infecções latentes. A comprovação da relação da infecção viral com carcinomas na cavidade bucal seria de vital importância, sobretudo para o cirurgião-dentista, responsável pelo diagnóstico inicial do câncer oral.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.