SIALOLITO GIGANTE NO DUCTO SUBMANDIBULAR: RELATO DE CASO

Mirian Viana Venâncio Correia, Amanda Angelina de Sousa, Liliana Melo Lopes, Maria Paula Gerônimo Cabral, Emilly Amorim Alcântara, Leonardo Bruno de Almeida Pessoa, José Ricardo Mikami

Resumo


A sialolitíase é uma condição patológica devido à formação de material mineralizado no interior da glândula salivar ou no ducto, acarretando obstrução do fluxo salivar. A glândula submandibular é a mais afetada, seguida da parótida. Os sintomas são manifestados por dor e edema da glândula envolvida principalmente durante as refeições. Radiografia (oclusal), sialografia, tomografia computadorizada e sialoendoscopia auxiliam o diagnóstico. O tratamento depende principalmente da glândula afetada, do tamanho e da localização do sialolito. O objetivo deste trabalho foi relatar o caso de paciente de 46 anos com aumento volumétrico na região do ducto submandibular direito, recoberto por mucosa hiperemiada, de consistência dura e dolorosa com discreta saída de exudato purulento pela carúncula sublingual. Na radiografia oclusal de mandíbula revelou imagem radiopaca de formato cilíndrico compatível com trajeto do ducto submandibular. Com a hipótese diagnóstico de sialolitíase, realizou-se incisão sobre o ducto submandibular, sendo removido um sialolito com cerca de 3x1cm. O paciente evoluiu com melhora do quadro e sem complicações. Este caso torna-se relevante pelo fato de sialolitos gigantes serem raros, sendo importante contribuir para que outros cirurgiões-dentistas possam ter maior base para a condução de novos casos.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.