ABORDAGEM RESTAURADORA PARA TRATAMENTO DA AMELOGÊNESE IMPERFEITA: RELATO DE CASO CLÍNICO

Felipe Mota Bezerra, Mariana Sinara de Oliveira Gomes, Wynie Monique Pontes Nicácio, Izadora Quintela Souza de Moraes, Lilian Maria Santos Silva, Aubert Kristhian Santos Alves, Isabel Cristina Celerino de Moraes Porto

Resumo


A amelogênese imperfeita é uma alteração da estrutura do esmalte, que ocorre desde seu processo de formação. É de caráter hereditário e pode ser transmitida de forma autossômica dominante, autossômica recessiva e recessiva ligada ao cromossomo X. É uma alteração estética e funcional que, além de ter consequências clinicas e fisiológicas, causa também problemas psicológicos como auto-estima reduzida e problemas de socialização, principalmente na fase escolar. Os objetivos desse trabalho foram discutir as características clínicas e tratamento da amelogênese imperfeita e descrever um caso clínico usando restaurações diretas com resina composta para solução das alterações de forma e cor dos dentes afetados. A amelogênese imperfeita é um distúrbio exclusivamente ectodérmico, pois os componentes mesodérmicos do dente encontram-se nos padrões de normalidade. Clinicamente os pacientes podem apresentar lesões de cárie, inflamação gengival, estética comprometida, sensibilidade dental, perda de dimensão vertical e mordida aberta anterior e posterior. O tratamento da amelogênese imperfeita basea-se na prevenção e na intervenção, o mais precoce possível, para evitar procedimentos mais complexos e/ou perda de elementos dentais. É importante saber diagnosticar corretamente essa alteração para proporcionar um tratamento eficaz e adequado ao paciente. O tratamento restaurador da amelogênese imperfeita com restaurações diretas de resina composta resultou em condições anatômicas estéticas e funcionais satisfatórias e proporcionou ao paciente conforto psicológico extremamente positivo.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.