MANIFESTAÇÕES ORAIS NA DOENÇA DE VON WILLEBRAND

Larissa Lima Gomes, Gyulia Rabelo, Pedro Vitor Mendonça Lins, Ibirajara Barrel Neto, Mariana Melo, Guacyra Machado Lisboa, Ana Luiza Vasconcelos Lima

Resumo


A doença de von Willebrand (DvW) é uma alteração hemorrágica hereditária, em que há anormalidade no fator de von Willebrand (FvW). É classificada em tipo 1, tipo 2 e tipo 3, sendo as deficiências quantitativas divididas em parcial (tipo 1) e total (tipo 3) e as alterações qualitativas (tipo 2) divididas em subgrupos 2A, 2B, 2M e 2N. Este estudo teve por objetivo identificar as principais manifestações orais na DvW. Realizou-se uma revisão do tipo integrativa da literatura nas bases de dados: Bireme, Scielo e Pubmed, utilizando os seguintes descritores: “von Willebrand AND dental“ e “von Willebrand AND oral health” tendo como critérios de inclusão: artigos originais e revisões bibliográficas, em formato de texto completo, nos idiomas português, inglês e espanhol, publicados entre 2009 a 2018 e, como critérios de exclusão: estudos repetidos, com fuga ao tema e publicados antes de 2009. A amostra final foi composta por 11 artigos. De acordo com a literatura pesquisada, as principais manifestações orais na DvW são: sangramento gengival espontâneo, hemorragia após exodontia, equimoses nos lábios, língua e mucosa oral, hematomas orais, principalmente no palato mole, e angina bolhosa hemorrágica. Observou-se ainda, que a DvW apresenta diferentes manifestações clínicas, sendo o sangramento mucocutâneo o mais comum, principalmente a epistaxe e a menorragia. Assim, o cirurgião dentista deve ter o conhecimento dos sinais e sintomas desta doença de modo a estar apto para planejar e executar um tratamento adequado, levando sempre em consideração a severidade da doença e tipo de procedimento a ser realizado.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.