MANEJO ODONTOLÓGICO EM PACIENTES PORTADORES DE EPIDERMÓLISE BOLHOSA: REVISÃO DE LITERATURA

Marilia Albuquerque Barbosa, Lucas Alexandre Maia

Resumo


A epidermólise bolhosa (EB) é uma doença muco cutânea caracterizada pela fragilidade cutânea com facilidade de separação entre o epitélio e o tecido conjuntivo subjacente, e assim consequente formação de bolhas na pele e mucosa, seja espontaneamente ou sob trauma insignificante. A doença pode ser genética ou adquirida, sendo classificada em simples, juncional e distrófica. Ademais todas têm em comum bolhas de conteúdo claro ou sanguinolento localizadas na pele ou em mucosas. O envolvimento da cavidade bucal é, dependendo do subtipo, manifestado por bolhas e úlceras na mucosa bucal, língua e palato e, por anomalias na formação dentária, como mandíbula hipodesenvolvida e hipoplasia do esmalte. Devido à severidade das lesões orais, o tratamento dentário pode ser complicado, sendo necessário adaptar os procedimentos à condição do paciente. Foi realizado uma ampla revisão de literatura acerca da EB destacando, suas manifestações clinicas e aspectos os quais interferem na saúde bucal os quais requeiram sobre manejo odontológico a fim de amparar o profissional dentista possibilitando ao mesmo suporte para a realização de uma assistência adequada ao paciente contribuindo para a melhora de sua saúde bucal e consequentemente de sua qualidade de vida. Desse modo, devido a gravidade da doença e suas importantes manifestações bucais, torna-se evidente o papel do cirurgião dentista como promotor efetivo na melhora da qualidade de vida desses pacientes, estando preparado para assistir o portador da EB de modo eficaz.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.