SINAIS E SINTOMAS DA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR / DOR OROFACIAL: ASPECTOS DE INTERESSE DO ORTODONTISTA

Nathália Santos, Matheus Côrrea da Silva, Cláudia Gomes de Amorim, Nilton Costa, Wanderson Azevedo, Christiane Cavalcante Feitoza, Stela Maris Wanderley Rocha

Resumo


As desordens craniomandibulares ou temporomandibulares (DTMs) apresentam determinados problemas clínicos que afetam o sistema estomatognático, provocando alterações na articulação temporomandibular e na musculatura mastigatória, através de sinais e sintomas que incomodam e, muitas vezes, incapacitam os indivíduos portadores destas sintomatologias. O objetivo deste trabalho foi descrever os sinais e sintomas de DTM e Dor Orofacial de interesse do ortodontista, tendo em vista que nos últimos anos a
inter-relação entre a ortodontia e a disfunção temporomandibular tem despertado interesse crescente na classe odontológica, sendo tema de grandes discussões e controvérsias. Por ter origem multifatorial, o conhecimento de seus sinais e sintomas são de extrema importância para melhor diagnosticar esta disfunção. Existem na literatura várias ferramentas disponíveis como questionários e índices que são utilizados de acordo com as esferas de avaliação do pesquisador ou profissional. Baseado nestas premissas, as terapias utilizadas para seu tratamento devem ser reversíveis e não invasivas, com a finalidade de não perpetuar o problema, controlar a dor e reeducar o paciente. Concluiu-se que a identificação precoce dos sinais e sintomas das DTMs se faz necessária para evitar complicações futuras e, consequentemente, tratamentos mais complexos e desnecessários em alguns indivíduos. Por isso, os ortodontistas devem estar treinados e capacitados para que possam não só diagnosticar, como também tratar e/ou encaminhar
seus pacientes para os especialistas necessários.


Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.