HIPERPLASIA MEDICAMENTOSA ASSOCIADA À CICLOSPORINA: RELATO DE CASO

Kaio Coura Melo Pacheco, Kelly de Moura Ferreira, Mariana de Lyra Vasconcelos, Marcos Paulo Santana de Oliveira, Darlan Kelton Ferreira Cavalcante, Luiz Alexandre Moura Penteado

Resumo


A hiperplasia medicamentosa é uma condição de crescimento anormal da mucosa gengival em consequência da utilização de fármacos de grupos específicos como bloqueadores dos canais de cálcio, imunossupressores e antiepiléticos. A Ciclosporina é uma droga imunossupressora que tem sido amplamente utilizada com a finalidade de prevenir a rejeição de órgãos transplantados. O presente estudo visa relatar o caso de um paciente do gênero masculino, 40 anos, que compareceu ao serviço de Odontologia da Universidade Federal de Alagoas, após dois anos da realização de transplante renal. Ao ser realizado o exame clínico observou-se hiperplasia gengival, associada ao uso da ciclosporina 150mg. O termo “hiperplasia” é contestado por algumas correntes, visto que não ocorre alterações nos fibroblastos. O que ocorre é um defeito na degradação do colágeno produzido por esses fibroblastos e esse excesso resulta no aumento do volume gengival. Sendo assim, o termo “crescimento” é empregado de forma mais adequada. Dessa forma foi realizado o procedimento de gengivoplastia e gengivectomia como forma de resolução da condição hiperplásica. É responsabilidade do cirurgião-dentista ter o conhecimento para diagnosticar e saber lidar com pacientes em condições especiais e assim traçar um plano de tratamento para resolução do problema ou diminuição dos danos causados pela sua condição, o que irá auxiliar no estabelecimento do prognóstico e proservação desse paciente.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.