FECHAMENTO DE DIASTEMA COM LAMINADOS CERÂMICOS :RELATO DE CASO

Nayara Cavalcante Peixoto, Ellen Christie Tenório Teixeira Rodrigues, Fernanda Vieira França de Almeida, Ryan Ramid da Silva Pires, Everânia da Silva, Vilma Leão Barbosa Neta Figueiredo, Bruno de Castro Figueiredo

Resumo


Os diastemas podem ser definidos como espaços interdentais que ocorrem nos arcos superior e inferior, tanto em dentes anteriores como em dentes posteriores, sendo mais frequentes entre os incisivos centrais superiores. Sua etiologia multifatorial e deve ser avaliada com cuidado para que seja realizado um tratamento correto e concluído com sucesso. O presente trabalho relata um caso clínico onde foram fechados os diastemas entre os incisivos centrais, incisivos laterais e caninos superiores com mínimo desgaste do esmalte, visando uma melhora na estética do sorriso da paciente, utilizando a técnica de restauração indireta com laminados cerâmicos para o fechamento de diastemas. Paciente gênero masculino, 55 anos de idade, compareceu a clínica com queixa estética e funcional. Relatou que tinha dificuldade de sorrir, pois não gostava do seu sorriso, e sua principal queixa era ‘’espaços entre os dentes’’. Inicialmente foi realizado a analise facial em vista frontal e lateral, avaliação fotográfica e modelos de estudo. Em seguida foi avaliada a análise estética-funcional em articulador semi-ajustável para enceramento e diagnostico do caso. Na próxima sessão clínica, foi realizado o mock-up com resina bisacrílica, com o objetivo de avaliar a função, estética e aceitação da proposta restauradora pelo paciente. O tratamento se iniciou após a aceitação do paciente. Sendo assim, os laminados cerâmicos resultam numa elevada taxa de sucesso e em procedimentos cada vez mais conservadores, pela técnica de estratificação, para resolução estética e funcional, dando ao paciente um novo sorriso e satisfação pelo tratamento.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.