A UTILIZAÇÃO DA BRINQUEDOTECA COMO ESPAÇO TERAPÊUTICO E DE PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE BUCAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Larissa Lima Gomes, Letícia Maria Correia Pimentel, Gyulia Machado Lisboa Rabelo, Lara Yohanna Correia Gomes, Sarah Lins de Barros Moreira, Vanessa Ferry de Oliveira Soares, Rosany Larissa Brito de Oliveira

Resumo


O ambiente hospitalar pode ser considerado um local hostil por uma criança que vive ali longos períodos de sua vida, longe de seus familiares e amigos. Devido a isso, muitas vezes o profissional encontra dificuldades em estabelecer hábitos referentes à manutenção da saúde bucal e, a partir disso, o espaço da brinquedoteca torna-se imprescindível. Além de desenvolver as habilidades sociais e emocionais das crianças, as atividades executadas neste ambiente podem facilitar a aprendizagem. O objetivo desse estudo é relatar as principais ações de saúde bucal realizadas na clínica pediátrica do HUPAA e explanar sobre como a proposta lúdica afeta o comportamento dos usuários. Para isso foram realizadas, na brinquedoteca, intervenções individuais e grupais com a atuação conjunta da Odontologia, da Enfermagem, da Terapia Ocupacional e da Psicologia, com inserção dos alunos do projeto de extensão da brinquedoteca. Os resultados foram descritos a partir dessa experiência prática e coletados através do discurso dos profissionais da equipe, usuários e acompanhantes. Por meio deste trabalho, pôde-se notar que tais atividades ajudaram no tratamento das doenças e possibilitaram uma melhor compreensão da importância do cuidado necessário com a saúde bucal, além do fortalecimento do vínculo entre as crianças e a equipe de saúde, o que permite uma maior colaboração dos usuários. Assim, conclui-se que o brincar foi um importante recurso mediador para o fortalecimento do vínculo entre crianças/adolescentes e equipe de saúde.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.