LUXAÇÃO LATERAL E AVULSÃO COM PERDA DEFINITIVA DO ELEMENTO DENTAL EM CRIANÇA DE 7 ANOS

Islane Caroline Ferrreira da Silva, Bárbara Thayllane da Silva Santos, Gabriela Freire Alves, Renata Matos Lamenha Lins, Maria Clara Cavalcante Câmpelo, Vívia Rodrigues Amorim, Inês de Fátima Azevedo Jacinto Inojosa

Resumo


A ocorrência de traumatismo em dentes permanentes recém erupcionados, bem como a perda definitiva do elemento dental por avulsão em pacientes no período de dentição mista é um desafio para odontologia. O presente trabalho objetiva relatar um trauma de luxação lateral em dente recentemente erupcionado e uma avulsão com perda definitiva do elemento dental. Paciente com 7 anos de idade compareceu ao Projeto de Extensão Trauma Dental com ausência dos elementos 21 e 62 e luxação lateral do 11, associada à fratura de tábua óssea. O tratamento inicial baseou-se no reposicionamento do dente luxado, com redução da fratura óssea, associado ao uso de contenção serrígida. Devido ao estágio de desenvolvimento dentário, optou-se pelo acompanhamento clínico, radiográfico e tomográfico para análise da revascularização do dente 11, tendo sido observado no controle de 6meses presença de obliteração do canal radicular sugestiva de metamorfose cálcica. Devido às ausências dentárias, foi confeccionada uma prótese parcial removível, tendo como planejamento pós eruptivo do dente 22 o tratamento ortodôntico e estético da região. Diante do exposto, conclui-se que o trauma na dentição mista requer tratamento multidisciplinar, necessitando de acompanhamentos periódicos para que se realize um tratamento adequado e promova a confiança na relação paciente.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.