DESINFECÇÃO DE CANAIS RADICULARES COM O EMPREGO DA TERAPIA FOTODINÂMICA

Samara Correia da Silva, Ane Karoline de Moura Oliveira, Douglas Benicio Barros Henrique, Gustavo Luiz Oliveira de Aguiar, Priscilla Freire Vilela, Joedy Maria Santa Rosa

Resumo


Microrganismos e seus subprodutos desempenham um papel fundamental no desenvolvimento da doença pulpar e periapical, constituindo uma barreira para o sucesso dos tratamentos endodônticos, sendo de fundamental importância a sua máxima redução do sistema de canais radiculares. A terapia fotodinâmica (PDT) surge como um método coadjuvante capaz de eliminar as células microbianas resistentes ao tratamento endodôntico convencional. Esta técnica baseia-se na interação da tríade agente fotossensibilizador, luz com comprimento de onda específico e o oxigênio, gerando radicais livres que promovem a morte de bactérias, fungos e vírus. Nesse contexto, objetivou-se realizar uma revisão de literatura sobre a aplicação da PDT na desinfecção do sistema de canais radiculares. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica, utilizando os seguintes bancos de dados: Pubmed, Scielo, BVS e LILACS, considerando artigos publicados entre 2010 e 2018. Observou-se que a PDT, aliada ao tratamento endodôntico convencional, pode ser uma ferramenta útil por apresentar a vantagem de ser seletivo, de fácil aplicação, não promover resistência bacteriana e ser de baixo custo em relação ao laser de alta intensidade. Constatou-se, que muitos estudos in vitro e in vivo nos últimos anos mostraram o excelente potencial antimicrobiano da PDT na desinfecção do sistema de canais radiculares, especialmente contra Enterococcus faecalis, porém sem consenso sobre um protocolo padrão para sua incorporação durante o tratamento do canal radicular.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.