REABSORÇÃO INTERNA EM DENTE DECÍDUO: RELATO DE CASO

Stephane Verusk Ferreira Ferro, Leylane Ramos Houly, Marcia Melo Souza, Janielly Gomes Santos Leite, Jocélia de Souza Barrozo, Silana Nair Barbosa, Mariana Nemezio Alencar

Resumo


De acordo com o glossário da Associação Americana de Endodontia, a reabsorção interna é um processo patológico ou fisiológico iniciado no espaço pulpar, ocasionando a perda de dentina, cemento e, possivelmente, do osso. A reabsorção radicular interna é assintomática, podendo ocorrer em qualquer área do canal radicular. Quando na porção coronária, pode-se observar uma coloração rósea na coroa dentária devida à reabsorção dentinária somada à intensa proliferação capilar do tecido de granulação. Devido à ausência de sintomas, a reabsorção radicular interna pode ser diagnosticada durante exames radiográficos de rotina. Na imagem radiográfica verifica-se um contorno dos limites pulpares que sofre uma expansão relativamente simétrica, regular e arredondada, principalmente quando presente na raiz, enquanto na coroa a área radiolúcida não é arredondada, mas tem contorno regular. Esse trabalho tem por objetivo relatar um caso clínico de reabsorção interna em dente decíduo durante a dentição mista, no qual a paciente apresentou mobilidade e uma coloração rósea no elemento dentário 85, com ausência de dor ou história de trauma. Essas características juntamente com o exame radiográfico, levou ao diagnóstico de reabsorção interna fisiológica. A conduta clínica foi a exodontia desse dente, onde foi observado um tecido gengival proeminente onde seria o alvéolo. Radiograficamente, observou-se o dente permanente entre o estágio 8-9 de Nolla, ou seja, coroa do dente decíduo estava retardando o aparecimento do permanente na cavidade oral. O caso clínico se tratava de uma reabsorção interna, sendo a exodontia necessária para permitir o irrompimento do dente permanente 45. O reconhecimento da causa da reabsorção radicular é necessário para melhor definição do diagnóstico e do tratamento a ser empregado, embora em muitos casos, a perda dentária seja inevitável.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.