USO DE CORANTE OFTÁLMICO NA LOCALIZAÇÃO DE CANAIS RADICULARES

Vivian Cristina de Melo, Siying Chen, Luan Felipe de Azevedo Bento, Laura Jacira dos Santos Freire, Inês de Fátima de Azevedo Jacinto Inojosa, José Henrique Alves Sarmento, Suzanne Lima Brito

Resumo


A calcificação pulpar é uma condição relativamente comum, caracterizada radiograficamente pela redução significativa do espaço da câmara pulpar e da luz do canal radicular. O tratamento de canal é imprescindível em casos de contaminação bacteriana do tecido pulpar calcificado e, em situações como essa, a realização da abertura coronária é sempre um risco para um acidente clínico, como as perfurações que estão normalmente localizadas em lugares de difícil reparo, como a região cervical. Este trabalho tem como objetivo apresentar dois casos clínicos de necrose pulpar com calcificação da câmara pulpar em sua totalidade, onde a metodologia adotada consistiu na utilização do microscópio cirúrgico e de corante oftálmico à base de fluoresceína sódica. A inspeção com microscópio permitiu localizar os canais somente após aplicação do corante, indicando a embocadura do canal em razão do tecido pulpar tornar-se fluorescente na presença da luz azul do fotopolimerizador. O uso da fluoresceína sódica possibilitou localizar os canais, demonstrando ser um método seguro, de baixo custo e de simples execução para o tratamento de canais de dentes com calcificação pulpar, permitindo localizar os canais de forma conservadora, evitando desgastes desnecessários da estrutura dentária.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.