ASPECTOS TOMOGRÁFICOS DA FISSURA PALATINA MEDIANA: RELATO DE CASO

Iara Santos Alves, Amanda Rafaela da Silva Amorim, Ítalo Weinne Vieira Binas, Marília Pereira de Jesus, Luciana Cavalcanti de Araújo, Vânio Santos Costa

Resumo


Introdução: As fissuras conhecidas como naso-palatina ou lábio-palatais são anomalias causadas por alterações congênitas. Do ponto de vista etiológico é dividida em dois grupos, o de fissura de lábio, e o de fissura palatina, este último resultante da falta de fusão, na linha mediana da maxila, acontecendo possivelmente por volta da décima segunda semana de vida intra-uterina. Objetivos: Visto isso, tem-se como objetivo relatar um caso de paciente de sexo masculino, 14 anos de idade, que teve a tomografia computadorizada como meio complementar para diagnóstico. Métodos: Análise de imagem tomográfica e levantamento nas bases de dados PubMED e Scielo de artigos de língua portuguesa e inglesa. Resultados: O exame tomográfico evidenciou a presença de imagem hipodensa na região anterior da maxila compatível com Fissura Palatina Mediana. Conclusões: Dessa forma o entendimento das características imaginológicas é um recurso essencial para subsídio no diagnóstico, uma vez que o diagnóstico precoce otimiza a terapêutica a ser instituída.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.