USO RACIONAL DA ANTIBIOTICOTERAPIA NA PRÁTICA ODONTOLÓGICA: UMA REVISÃO DE LITERATURA

Letícia Ramalho Paes, Anderson Marcos do Nascimento Santos, Isadora Maria da Costa da Rocha, Mariana Magda dos Santos Melo, Giulianna Fazolin, Gustavo Henrique Porto de Oliveira, Eliane Aparecida Campesatto

Resumo


Os antibióticos são uma classe de medicamento amplamente utilizada na modernidade, inclusive na prática odontológica. Infelizmente, há um crescimento alarmante de bactérias resistentes aos diversos tipos de antibióticos/antimicrobianos explorados no mercado farmacêutico. O estudo defende a preocupação do uso indiscriminado de antibioticoterapia, tendo sua justificativa em alertar e explicar o motivo para o uso consciente desses fármacos, explorando artigos recentes que sugerem e provam à comunidade científica uma forma mais eficaz de tratar doenças infecciosas, e selecionar uma terapêutica mais eficaz do que a comumente empregada nos consultórios. É necessário evidenciar os procedimentos e os pacientes adequados para a realização do método preventivo e tratamento com o uso desses fármacos. Como metodologia, foi realizada uma revisão de literatura nas bases de dados Google Acadêmico, na biblioteca virtual SciELO, plataforma PubMed e MEDLINE, além de livros da área farmacológica. O critério de inclusão foi artigos selecionados dos anos de 2000 a 2018. Por conseguinte, estudos e pesquisas esclarecidas mostraram a eficiência de antibioticoterapia em alta dose e em baixo tempo de uso, concretizando a diminuição da possibilidade de resistência bacteriana e desmitificando o congelamento de tempo para terapêutica antimicrobiana. Observou-se a efetividade e os benefícios da terapia mecânica, sendo esta a verdadeira protagonista. Conclui-se que a associação da terapia farmacológica e mecânica é eficaz, porém se deve entender que o medicamento apenas atua como um adjuvante no tratamento de infecções. O acompanhamento do paciente é necessário, assim como entender cada individualidade de uso e sintomatologia de inflamação para realizar um uso racional desses fármacos, diminuindo a pressão seletiva desses micro-organismos por uso crônico.

Texto completo:

PDF/A

Apontamentos

  • Não há apontamentos.