ACIDENTE POR ABELHAS AFRICANIZADAS (Apis mellífera L.) EM UM EQUÍDEO DE TRAÇÃO URBANA NA CIDADE DE MACEIÓ-AL.

Fátima Caroline Soares Borges, Yane Fernandes Moreira, Jarbiane Gomes de Oliveira, Tabatha de Oliveira Cavalcante, Ivana Ferro Carmo, Pierre Barnabé Escodro

Resumo


As abelhas são de extrema importância para a vida, estando associadas à polinização das plantas, à regeneração de ecossistemas. As abelhas europeias (Apis mellifera L.) e africanas (Apis m. scutellata) foram introduzidas no Brasil objetivando-se aumentar a produção de mel, deste cruzamento surgiram as abelhas africanizadas. Entretanto sua agressividade tornou-se um desafio. Estabelecendo-se em locais tanto urbanos quanto rurais, favorecem a ocorrência de acidentes para a população humana e animal. A importância veterinária para estes acidentes está na apitoxina inoculada com a picada, pois possui alto potencial alergênico, principalmente pelas enzimas fosfolipaseA2 e hialuronidase. As manifestações clínicas oscilam conforme a quantidade de ferroadas, variando de reações de hipersensibilidade a envenenamento, levando a óbito. No perímetro urbano ocorrem frequentemente com animais domésticos, principalmente cães, com relatos limitados na literatura descrevendo casos envolvendo cavalos. O objetivo deste trabalho é relatar o caso de um equino acometido por um acidente com abelhas, bem como a dificuldade de tratamento associado a ignorância e falta de responsáveis pela ocorrência.

Palavras-chave


Abelhas africanizadas - acidente urbano - carroceiros - responsabilidade jurídica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.