LEIOMIOMA UTERINO E SÍNDROME DO OVÁRIO REMANESCENTE EM CADELA: RELATO DE CASO

Carolina Ferreira De Oliveira, Carla Fabiana Gomes De Jesus, Thamires De Oliveira Soares, Daniel Acioli Tenório, José Jefferson Ramos Farias, Bruno Emmanoel Dos Santos

Resumo


Após ovariosalpingohisterectomia (OSH), cadela começou apresentar vulva edemaciada, atração de machos e aceitação de cópula, associando-se com hormônio residual por o animal ter sido castrado próximo ao cio. Entretanto, posteriormente a exames de imagem, laparatomia exploratória e coleta de amostras para o diagnóstico histopatológico, conclui-se que havia a presença de Leiomioma Uterino, Hiperplasia Endometrial Cística e Ovário Remanescente.

Palavras-chave


Ovariosalpingohisterectomia. Neoplasia. Anatomia. Técnica de esterilização.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.