DERMATITE ALÉRGICA AO USO DE COLEIRA IMPREGNADA POR DELTAMETRINA EM CÃO: RELATO DE CASO

Anita de Souza Silva, Renata Rocha da Silva, Yanca Maria Barros de Jesus, Raiane Castor Varjão, Débora Passos Hinojosa Schaffer, Geyanna Dolores Lopes Nunes, Roseane Nunes de Santana Campos

Resumo


A deltametrina é um piretróides sintético de longo e amplo uso em Saúde Pública, devido a função de permitir melhor controle químico de vetores, especialmente aplicações de ação residual, com níveis satisfatórios de segurança para mamíferos e para o meio ambiente.  Possui alta eficácia como repelente e inseticida e com isso é utilizada na leishmaniose visceral em cães. O atrito do colar com o pescoço do animal provoca uma deposição continua do inseticida na pele, porém muitos cães apresentam reações de hipersensibilidade a piretróides, causando reações adversas no animal.

Palavras-chave


Flebotomíneos. Piretróides. Inseticida. Hipersensibildade.

Texto completo:

PDF

Referências


Bersusa AAS et al. Coleira impregnada com deltametrina para cães na prevenção da transmissão de leishmaniose visceral por flebotomíneos: um parecer técnico-científico.Instituto de Saúde: São Paulo, 2018.

LEITE, B. M. M. Avaliação da eficácia de coleiras impregnadas com deltametrina no controle e prevenção da leishmaniose visceral canina em área endêmica. 2016. 88 f. il. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa) – Fundação Oswaldo Cruz, Instituto Gonçalo Moniz, Salvador, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.