DESORDENS REPRODUTIVAS EM GATAS COM HISTÓRICO DE CONTRACEPTIVO HORMONAL.ESTUDO RETROSPECTIVO

Arnaldo Cesar Oliveira Gomes Lira Junior, Evelynne Hildegard Marques de Melo, Bruno Rafael de Oliveira Neto, Jarbas Correia dos Santos Júnior, Márcia Kikuyo Notomi, Flávia Figueiraújo Jabour, Diogo Ribeiro Câmara

Resumo


No Brasil há 52 milhões de felinos domiciliados. Embora haja deficiência na posse responsável, uma busca espontânea dos tutores por controle reprodutivo de seus animais tem ocorrido tanto por cirurgias de castração quanto por sintéticos de progesterona (P4). Esse método proporciona efeitos colaterais como: piometra, hiperplasia fibroepitelial mamária (HFM), neoplasias, diabetes e supressão de glândula supra-renal, associados à particularidades do ciclo estral das gatas e a doses de depósito de até 50mg/animal. Objetivos: Descrever em gatas com histórico de contraceptivo hormonal: idade, quantidade de doses, pessoa que administrou, desordens reprodutivas diagnosticadas, dados dos tutores e bairros de origem com a justificativa de conhecer a realidade local


Palavras-chave


Piometra. Tumores. Mamas. Distocia. Gata.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.