PERFIL DE SUSCEPTIBILIDADE ANTIMICROBIANA DE Staphylococcus spp. ISOLADOS DE CÃES COM OTITE EXTERNA

Noelia Layslla Costa Barros, Rayane Carnaúba, Luís Gustavo Calheiros, André Calheiros, Karla Silva

Resumo


A otite externa possui etiologia multifatorial, sendo os Staphylococcus spp. os principais agentes bacterianos envolvidos na doença. Algo preocupante é o significativo aumento da prevalência de Staphylococcus spp. multirresistentes nos últimos anos. Objetivou-se avaliar a sensibilidade microbiana in vitro aos antibióticos de Staphylococcusspp. isolados de cães com OE atendidos no Hospital Veterinário da UFAL por meio da técnica de difusão em disco de Kirby-Bauer. As cepas de Staphylococcus spp isoladas de cães com OE  tiveram resistência in vitro a maior parte dos antimicrobianos avaliados, sendo a maioria multirresistente. Tais resultados ressaltam a importância da realização do teste de sensibilidade aos antimicrobianos, no intuito de se estabelecer um tratamento direcionado e eficaz.

Palavras-chave


Etiologia. Otopatia. Canino. Staphylococcus.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, T. Perfil de resistência de bactérias causadoras de otite externa em cães em Porto Alegre – RS. Tese (Especialização em Análises Clínicas Veterinárias) – Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Rio Grande do Sul, p. 21, 2011.

CARVALHO, L. C. A. Etiologia e resistência de bactérias isoladas de otite externa em cães. Tese (Mestrado em Ciências Biológicas) – Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Rio Grande do Norte, p. 22, 2017.

DA SILVA, A. P. et al. Suscetibilidade antimicrobiana de Staphylococcus spp. isolados de cães com pioderma superficial. Pesq. Vet. Bras. 34(4):355-361, 2014.

DEL FIOL, F. S. Associação de ácido clavulânico a cefalosporinas frente a Staphylococcus aureus produtores de beta-lactamase. Tese (Doutorado em Ciências) – Faculdade de Odontologia, Universidade Estadual de Campinas. São Paulo, p. 39. 1998.

GUELLER, B. A. et al. Patógenos bacterianos em cães com otite externa e seus perfis de suscetibilidade a diversos antimicrobianos. Pubvet, v.11, n.2, p.159-167, 2017.

MARTINS, E.A.; MOMESSO, C.S.; DE NARDO, C.D.D.; DE CASTRO, K.F.; ATIQUE, T.S.C.; NETTO, H.A.; FURINI, A.A.C. Estudo clínico e microbiológico de otite externa de cães atendidos em hospital veterinário do noroeste paulista. Acta Veterinaria Brasilica, v.5, n.1, p.61-67, 2011.

OLIVEIRA, L. C.; BRILHANTE, R.S.N.; CUNHA, A. M. S.; CARVALHO, C. B. M. Perfil de isolamento microbiano em cães com otite média e externa associadas. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., v.58, n.6, p.1009-1017, 2006.

PEREIRA, I.A. et al. Suscetibilidade à azitromicina de agentes bacterianos isolados de processos infecciosos em diferentes sítios de animais de companhia. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., Belo Horizonte, v. 61, n. 3, p. 577-584, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.