ANÁLISE DO CONTROLE E COMBATE A BRUCELOSE BOVINA NA PECUÁRIA LEITEIRA DO ALTO SERTÃO SERGIPANO

RODRIGO CRUZ DE FREITAS LIMA, ARMANDO DE AMORIM OLIVEIRA, DANIELA MENEZES DA CRUZ, RIVIA KAROLINE NASCIMENTO, EDIMUNDO FLAMEL SANTOS DE SÁ, KALINA MARIA DE MEDEIROS GOMES SIMPLÍCIO, YNDYRA NAYAN TEIXEIRA CARVALHO CASTELO BRANCO

Resumo


O Brasil possui o maior rebanho bovino comercial do mundo, com cerca de 214 milhões de cabeças, setor este de grande desenvolvimento no agronegócio brasileiro. A bovinocultura leiteira é uma das atividades em destaque no setor agropecuário nacional e o monitoramento da sanidade animal se faz necessário para assegurar os níveis de produtividade nos rebanhos. Sergipe ocupa 0,26% do território nacional, com um forte setor primário, a pecuária destaca-se com a bovinocultura leiteira, que vem se mantendo firme e contribuindo para a economia estadual. Dentre as regiões de maiores notoriedade evidencia-se a do alto Sertão, ressaltando o município de Nossa Senhora da Glória o maior produtor estadual. A maior parte da produção concentra-se nas mãos de pequenos produtores que se dedicam à fabricação de queijos. A indústria queijeira trouxe desenvolvimento e melhora das condições de vida aos sertanejos da região, no entanto a maioria apresenta problemas de natureza sanitária.

Palavras-chave


Brucella abortus; Epidemiologia; Rebanho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.