Resgate das Políticas de Controle da Hanseníase no Brasil

Clodis Maria Tavares, Nataly Cavalcante Gomes, Tâmyssa Simões dos Santos, Thiago Pereira da Silva Flores, Magda Levantezi, Nayara Alexandra Rodrigues da Silva

Resumo


O objetivo do estudo é resgatar desde as primeiras ações no século XIX chegando à portaria 149 de 02 de Fevereiro de 2016 que aprova as diretrizes para vigilância, atenção e eliminação da hanseníase como problema de saúde pública no Brasil. Trata-se de uma pesquisa documental, que utiliza o método histórico a investigação de acontecimentos do passado e sua influência na atualidade. Para o bom desenvolvimento do estudo foi organizado em três categorias: Políticas Públicas e o surgimento dos primeiros leprosários; Ações de controle da hanseníase e implantação do tratamento e Reconstrução e descentralização das ações de saúde. A pesquisa nos mostra a evolução da história da hanseníase em várias vertentes, como o desenvolvimento da relação do paciente com a sociedade, desde a exclusão pela sociedade e órgãos oficiais até a necessidade de reintegrá-lo com segurança e dignidade a liberdade.


Texto completo:

PDF PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.28998/rpss.v4i2.6940

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Endereço postal

Núcleo de Saúde Pública- NUSP /FAMED

Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Av. Lourival Melo Mota, s/n

Tabuleiro dos Martins CEP:57072-900

Maceió - AL

 E - ISSN 2525-4200 

Indexação:            


Apoio: